Técnicos de saúde recebem formação em descontaminação de ambulâncias contra covid-19

O Serviço Nacional de Protecção civil e Bombeiros deu início, ontem, a um ciclo de formação sobre “descontaminação das ambulâncias”, que irá beneficiar mais de 60 técnicos dos hospitais da província de Luanda, como o Maria Pia, Américo Boavida e o instituto oftamológico Nacional (IONA), segundo o porta-voz do INEMA, geovani hélio

Por:Stela Cambamba

O programa terá a duração de seis dias e é direccionado não apenas aos técnicos das unidades centrais, mas também do Instituto Nacional de Emergências Médicas (INEMA), bem como do subsistema das Forças Armadas Angolanas. Os participantes terão a missão de transmitir o conhecimento aprendido nas suas instituições, de modo que os seus colegas também possam estar preparados sobre esta matéria. Segundo o porta-voz do INEMA Geovani Hélio, o comando central dos Serviços de Proteção Civil e Bombeiros foi a primeira instituição a beneficiar da formação. Pelo facto, dispõem de técnicos e equipamentos, ou seja, ambulância equipada, para administrar a formação a outras instituições.

Afirmou que em função da luta contra a pandemia Covid-19, há a necessidade de os agentes das unidades sanitárias, o INEMA, as instituições do subsistema de saúde como os bombeiros, as FAA, ou seja, todos os recursos que poderão trabalhar directamente com doentes infectados, estarem habilitados. Entretanto, no final dos seus trabalhos, deverão fazer o serviço de descontaminação dos meios usados para o transporte de um eventual doente contaminado ou da pessoa que faleceu com esta patologia. Nesta senda, o INEMA, em colaboração com a direção nacional dos Serviços de Proteção Civil e Bombeiros, iniciou, ontem, o ciclo de formação sobre a “descontaminação de ambulâncias” em parceria com a Direcção Nacional de Saúde Pública. O evento tem como objectivo preparar os quadros do sector em matérias de descontaminação biológica, química e ambiental, a todos os níveis.

error: Content is protected !!