Torneio de xadrez ‘anima’ internautas

Por:Mário Silva

Mestre FIDE e número um do ranking nacional, Sérgio Miguel, disse, ontem, a este jornal, que cinco jogadores, de igual número de equipas vão disputar a segunda edição do projecto África Chess Future ( Futuro do Xadrez Africano) em sub-14, via online. Sérgio Miguel explicou que o evento é de carácter amigável e visa dR dR ocupar as crianças do período do estado de emergência, para prevenir a propagação do novo Coronavírus “Covid-19”, doença que ainda não tem cura. O mentor do projecto garantiu que o certame será disputado no sistema de todos contra todos, mas os jogadores da mesma equipa não poderão cruzar-se e terá a duração de uma hora e meia, pois a pontuação da equipa será a soma de cada um. Bruno Costa e Laerson (da Escola Macove), Jaime Sonhy e Jemima Paulo ( da Escola Ditroiv) e Leonel Soares ( da Academia Sacri), são os atletas que vão procurar representar bem alto as cores da bandeira nacional. Neste grupo, o destaque recai para Jemima Paulo, única menina, que vai tentar fazer ombrear de igual com os rapazes e campeões da África do Sul, da Nigéria, do Uganda e do Quénia.

error: Content is protected !!