30 infectados pela Covid-19 11 deles recuperados no país

Angola registou, nas últimas 24 horas, três novos casos de pessoas infectadas pela Covid-19 e quatro recuperados, perfazendo um total de 30 casos confirmados e 11 curados. Os últimos casos resultam de contágio local, que envolvem um dos pacientes provenientes de Portugal no voo do dia 18 de Março, revelou, ontem, em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

Por:Maria Teixeira

Os novos casos tratam-se de três membros da mesma família que mantiveram contacto direito com um cidadão que já se encontra em quarentena institucional e que será, dentro em breve, encaminhado para o centro da tratamento. “Os mesmos são familiares directos do caso 26, sendo que o primeiro sujeito é do sexo feminino com 38 anos de idade, o segundo do sexo masculino de 11 anos e o último do sexo masculino de 8 anos”, detalhou.

O estado clínico dos 17 cidadãos infectados pelo novo Coronavírus, causador da Covid-19, que se encontram a receber assistência médica nos hospitais de referência, é estável e eles apresentam sintomas leves, de acordo com o governante. Recordou que o caso número 26, diagnosticado recentemente com Covid-19, chegou a Angola no voo proveniente de Lisboa do dia 18 de Março do corrente ano, em que houve incumprimento da quarentena domiciliar. As autoridades sanitárias haviam perdido o contacto com o mesmo e só o conseguiram recuperar porque a entidade empregadora do sejeito obriga-o a apresentar o resultado de um teste de Covid-19 para poder voltar ao trabalho.

Por outro lado, contou que a equipa de resposta rápida continua a investigar os contactos destes três novos casos positivos e está e tem em quarentena institucional 26 contactos directos ou ocasionais à volta dos três testados positivos. “Ainda hoje, apesar de termos registado os três casos de transmissão local, conseguimos recuperar quatro doentes. De modo que, nas últimas 24 horas, epidemiologicamente totalizamos 30 casos confirmados positivos. Os óbitos mantêm-se dois, os recuperados passam a 11 e os casos activos passam a 17 e todos estáveis”, garantiu. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 59 chamadas, todas relacionadas com pedidos de informação sobre a Covid-19. Entretanto, a equipa de resposta rápida recebeu um alerta de caso suspeito que após investigação foi descartado, porque não reunia os pressupostos de casos suspeitos de Covid-19.

Aguarda-se pelo resultado de mais de 400 exames Sobre análises clínicas de casos suspeitos, o Instituto Nacional de Investigação em Saúde desde a colheita da primeira amostra até agora examinou 2.772 amostras, das quais 2.264 negativas, 30 positivas e 481 se encontram em processamento. Por outro lado, esclareceu que estão em quarentena institucional 916 pessoas. Entretanto, cinco pessoas receberam alta na província do Luanda, seis no Cunene e uma na Lunda-Norte. Declarou que todas as amostras colhidas dos condomínios Golden e Infinity deram negativo, o mesmo aconteceu com 69 amostras provenientes da província do Cunene. Franco Mufinda fez saber que está concluída a colheita de amostras dos passageiros dos voos DT651 e DT653, provenientes de Lisboa. Fez-se um acumulado de 593 amostras, das quais até esta altura 176 deram resultados negativos e 417 exames estão em processamento.

“Os casos suspeitos até agora são estimados em 407, enquanto o número de contactos directos e ocasionais é de 956”, disse. O governante fez saber que a província do Bengo realizou, ontem, a desinfecção do mercado municipal do Dande e da Comarca do Caboxa. Já no centro litoral do país, na província de Benguela, houve a capacitação de técnicos de saúde nos municípios do Balombo, Lobito, Bocoio, Benguela, Ganda e Cubal sobre a s medidas de biossegurança. Na província do Cuanza-Sul fez-se a desinfecção da Administração Municipal e no centro materno infantil da Cela, palestras de sensibilização no município da Quilenda, distribuição de água potável na localidade da Banza-Cagir.

error: Content is protected !!