CIB incentiva jornalistas na luta contra Coronavírus

O presidente do Club de Imprensa de Benguela (CIB), Edson Santos, pediu, ontem, maior engajamento dos jornalistas no reforço das orientações do Ministério da Saúde, para a população respeitar a quarentena e fi car em casa, enquanto vigorar o estado de emergência para travar a Covid-19

Falando à Angop a propósito do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, assinalado ontem, o responsável reconheceu o empenho dos jornalistas que enfrentam o desafi o de informar em tempo real sobre a evolução da pandemia da Covid-19 no país e no mundo, mas incentivou mais acções na consciencialização das comunidades mais vulneráveis.

Edson Santos notou que as rádios locais, preocupadas com a sensibilização dos cidadãos, produziram novos programas para divulgar de uma forma massiva as medidas de prevenção ao Coronavírus que incentivam à higienização frequente das mãos e evitar aglomerados em espaços públicos.

Nesse sentido, encorajou os órgãos de comunicação social na província de Benguela a criarem as condições básicas de biossegurança, nomeadamente máscaras e luvas para os repórteres utilizarem no contacto directo com as fontes de informação.

Também apelou à Comissão Provincial Multissectorial de resposta à Pandemia da Covid-19 a reforçar o contacto directo com a população, por um lado, e, por outro, a concederem mais entrevistas à imprensa pública e privada para explicar detalhadamente os passos dados para conter a disseminação desta doença em Benguela.

Para ele, nem todas as populações, sobretudo das comunas e municípios do interior da província de Benguela, têm acesso ao material de biossegurança, logo, a intervenção da comissão seria importante para esclarecer a situação. Relativamente à liberdade de imprensa no país, Edson Santos observa, com agrado, que, nos últimos dois anos, houve avanços signifi cativos, fruto das reformas implementados pelo Executivo a vários níveis.

“Tanto mais é que no último relatório anual dos Repórteres Sem Fronteiras Angola subiu três degraus no ranking da liberdade de imprensa”, recordou, considerando existir já um cenário de maior abertura e que os jornalistas estão a exercer o seu papel com normalidade e tranquilidade.

error: Content is protected !!