Editorial: “Guerra” entre poderes

Adivinham-se dias “interessantes” na relação entre os três poderes constitucionais em Angola. Na semana passada, a Polícia, integrada na Comissão Multissectorial de Prevenção e Combate à Pandemia do novo Coronavírus, anunciou a retenção de um juiz, de um exministro de Estado e de uma deputada, por terem violado a cerca sanitária provincial em vigor.

O exministro mantém-se em silêncio e não se lhe conhece uma palavra sobre o assunto, assim como a deputada e a Assembleia Nacional. Mas o Conselho Superior da Magistratura Judicial não se fi cou pelos ajustes e redigiu um documento em que aponta a sua discordância e reafi rma as imunidades e liberdade de circulação do juiz.

Também o fizeram a associação de juízes e o sindicato da classe. Nos próximos dias teremos desenvolvimentos, seguramente, com eventuais demissões, começando pelas primeiras barreiras “furadas”. A relação entre o Judicial e o Executivo ameaça passar por ver quem põe quem no seu lugar. Mas há também a questão do “bom nome” da deputada. Irá a AN entrar em campo?

error: Content is protected !!