Governo vai asfaltar 150 quilómetros de estradas no huambo

Cento e 50 quilómetros de estradas primárias começam a ser asfaltadas, este mês, na província o Huambo, no quadro do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), com vista a melhorar a circulação provincial de pessoas e bens. A informação foi prestada nesta Segunda-feira, à imprensa, pelo director do Gabinete dos Serviços Técnicos e Infra-estruturas do Huambo, Francisco Neto, salientando que os trabalhos, cujas empreitadas já estão a ser adjudicadas, vão consistir na melhoria de algumas partes do tapete asfáltico degradado durante a época chuvosa.

Paralelamemte ao asfaltamento das vias primárias, o responsável informou que o programa prevê, igualmente, a terraplenagem de mil quilómetros de estradas secundárias, para permitir o escoamento de produtos do campo para cidade. Sem avançar o valor da obra, Francisco Neto disse estarem criadas as condições para o seu início, ainda este mês, no sentido de tornar a circulação de pessoas e bens mais fluida e segura, quer no casco urbano, quer na transportação de produtos das áreas de cultivo para os locais de conservação, transformação e consumo.

O responsável fez saber que a província do Huambo precisa de terraplanar, pelo menos, 23 mil quilómetros de estradas e abrir novos troços, para tornar o trânsito nas zonas rurais mais seguro e cómodo. Referiu que o programa prevê ainda a contenção de ravinas e reabilitação de pontes, começando pela que liga a sede municipal da Chicala-Cholohanga à comuna do Samboto, via Ngadavila, bem que dá acesso ao Sambo, também nesta municipalidade, mas passando pela Barragem do Cuando. Localizada no planalto central de Angola, a província do Huambo, com uma extensão de 35.771 quilómetros quadrados, tem dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, distribuídos em 11 municípios, cuja maioria faz da agricultura familiar a principal fonte de sustento.

Fonte: Angop

error: Content is protected !!