Editorial: Lei e cumprimento

Jornal OPaís edição 1831 de 07/05/2020

O estado de emergência vai ser outra vez prorrogado, disto não há dúvidas e também a isto não há alternativas. A realidade objectiva imposta pelo perigo da Civid-19 manda que o Estado tenha todos os cuidados e adopte medidas para salvaguardar a saúde dos seus cidadãos.

A realidade objectiva diz também que o cidadão tem necessidades que o levam a desrespeitar as regras do confi namento obrigatório e tem uma relação com a lei e com a noção da ordem que precisa ser repensada e retrabalhada. O Estado está obrigado a afi nar afi nar as medidas a tomar e também a refazer a sua relação com a sociedade. Porque além das fome, há um sinal forte de divórcio entre o Estado e o cidadão que é preciso levar em conta.

error: Content is protected !!