INADEC apreende cerca de 500 caixas de ovos impróprios para o consumo na Huíla

O INADEC procedeu à apreensão de 468 caixas de ovos impróprios para o consumo na província da Huíla, enquanto em Luanda 65 caixas de sumo em mau estado de conservação, bem como 24 caixas de peixe carapau foram apreendidas. Estes são alguns dos dados das acções que foram realizadas no âmbito da fiscalização do mercado de consumo ao longo do mês de Abril

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), em conjunto com o Serviço de Investigação Criminal e a Inspecção Geral do Comércio, têm levado a cabo acções em todo o país afim de responsabilizar os comerciantes e instituições que violam as normas estabelecidas.

Nesta senda, a chefe do departamento de formação e divulgação de práticas comerciais e serviços, Joana Tomás, revelou a OPAÍS que a sua instituição realizou, em todo território nacional, no mês de Abril, 716 visitas de constatação a diversos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, e registaram 278 infracções que deram origem a 184 notificações, 53 apreensões e 15 acções de inutilização de produtos, por se revelarem impróprios para o consumo humano, duas suspensões temporárias e 145 denúncias.

Visando o cumprimento das orientações emanadas relativamente à pandemia da Covid-19, foram apreendidas ao longo do mês de Abril e no âmbito da fiscalização do mercado, 468 caixas de ovos impróprios para o consumo que estavam a ser comercializados na província da Huíla.

Disse que era possível verificar a olho nu, no produto, a presença de vermes, além do cheiro nauseabundo que exalava o local, derivado do mau estado de conservação. Na província de Luanda, a equipa do INADEC procedeu igualmente à apreensão de 65 caixas de sumo da marca Easy Mouzuoo, de 200 ml cada, pertencentes a emprensa Ercangol- Comércio Geral e Indústria (SU), no bairro Kikolo, município de Cacuaco.

Também, em Viana, foram apreendidas 24 caixas de peixe carapau que se encontravam em mau estado de conservação. O produto alimentar pertencia a empresa Wasdemba-comércio geral (SU), LDA., localizada na rua da Cometa, bairro da Estalagem.

Foram apreendidos, na província do Uíge, 24 frascos de álcool etílico a 96% e cinco sacos de açúcar de 50kg cada, por caducidade, no Moxico, sete sacos de arroz de 25kg cada, da marca Uncle Sam, 11 caixas de água tónica de marca Welwitchia. Um total de 20 sacos de fuba de milho de marca Caramulo, de 25 kg cada, pertencentes a empresa A. Mogos Comércio-geral, Lda., foi apreendido em Benguela.

De acordo com Joana Tomás, no que concerne ao apoio ao consumidor, o INADEC registou, no período em destaque, 38 reclamações, das quais 27 foram resolvidas e 33 estão em fase de conclusão, e efectuou 194 acções de aconselhamento e 163 de sensibilização.

Dentre as reclamações recebidas, continua a destacar-se a subida vertiginosa dos preços dos produtos da cesta básica, como de alguns bens de primeira necessidade.

O consumidor pode reclamar ou denunciar ao INADEC pelos terminais 938 405 823, 938 405 944, 938405951 ou nas páginas das redes sociais, whatsapp- 931 595996, facebook- inadec angola ou no site www.inadec. gov.ao

“Não se esqueça que exigir o seu direito enquanto consumidor é exercer o seu dever de cidadania”, sublinhou, Joana Tomás.

error: Content is protected !!