Mais dois pacientes recuperam da Covid-19 e elevam para 13 casos

Duas das 30 pessoas infectadas com Covid-19 que se encontram a ser assistidas em unidades sanitárias de referência ficaram curadas, elevando a cifra para 13, ontem, anunciou o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

O governante fez o anúncio um dia depois de a cifra de cidadãos residentes no território nacional infectados pelo novo Coronavírus ter disparado de 36 para 43, dos quais dois mortos e 11 recuperados. Com os dois de ontem, a quantidade de recuperados sobe para 13.

“Sendo assim, temos um total de 43 casos positivos confirmados, dois óbitos, 13 recuperados e 28 internados clinicamente estáveis e estão a ser seguidos nas nossas unidades sanitárias”, frisou, ao presidir a apresentação diária do ponto de situação epidemiológica do país. Franco Mufinda sublinhou que nestas 24 horas não tinham sido registados em Angola novos casos positivos de Covid-19.

Esclareceu ainda que actualmente o país tem 16 casos confirmados de transmissão local, detalhando como estão distribuídos, desde o momento da sua contaminação. O Caso 10 contaminou uma pessoa, o “Caso 26” infectou 11 e o “Caso 31” contaminou, até ao momento, quatro, sendo este último um cidadão da Guiné Conacry, comerciante do bairro Hoje Ya Henda, município do Cazenga.

Por outro lado, declarou que até ao momento estão em quarentena institucional 1.098 pessoas em todo o país. Já a quantidade de casos suspeitos investigados é de 417, enquanto os contactos directos e ocasionais chegam a 1.005 pessoas.

“Do trabalho do laboratório, até a presente data temos de 5.443 amostras colhidas, das quais 43 positivas, 4.841 negativas e em processamento nós temos 559 amostras”, detalhou o governante. Fez saber que ontem conseguiram analisar grupos populacionais totalmente diferentes, desde bancários a pessoas que se encontram em quarentena na província de Benguela, pouco mais de 270 amostras, e todas foram negativas.

Pessoas entre os 15 e os 59 anos predominam os casos de Covid-19

Para que se compreenda a caracterização da Covid-19 no país e a dinâmica com que vai mudando, Franco Mufinda explicou que neste momento a “barriga” da Covid-19 no país está na faixa etária dos 15 aos 59 anos de idade, representando 76.7 por cento.

“A Covid-19 em Angola se concentra nessa faixa etária perto dos 70 por cento. Sendo que predomina o sexo masculino, quando comparado com o feminino, numa actualidade de 7/3. Portanto, sete homens para três mulheres, neste grupo etário”, detalhou.

Por outro lado, o Centro Integrado de Segurança Pública recebeu 73 chamadas 24 horas, relacionadas com pedidos de informação sobre a Covid-19.

Mais de 50 médicos cubanos começam a trabalhar amanhã

Franco Mufinda disse ainda que 59 médicos cubanos seguiram, ontem, para as províncias do Cuanza-Sul, Cuanza-Norte, Cabinda, Huambo e Benguela e os mesmos iniciarão os seus trabalhos nos respectivos municípios amanhã, Segunda-feira.

Salientou que continuam a desenvolver actividades de sensibilização da população nas demais províncias, bem como a preparação dos hospitais, a aquisição e distribuição de equipamentos de biossegurança e a desinfecção de instituições e de locais de interesse público.

As recomendações finais das autoridades sanitárias continuam a ser a observância das medidas de segurança e o cumprimento do isolamento social e físico. Entre elas, a recomendação de se ficar em casa, a lavagem frequentemente das mãos com água e sabão, o uso de máscaras em locais públicos e o cumprimento do estabelecido no Decreto do Estado de Emergência.

De salientar que o Presidente da República, João Lourenço, prorrogou o estado de emergência por considerar que persistem os riscos de alta contaminação no novo período. Assim sendo, deverá vigorar das 00horas de amanhã, dia 11, até às 23h59 do dia 25 de Maio.

De recordar que o novo Coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, surgiu na China em Dezembro de 2019. O surto espalhou-se pelo mundo e vitimou milhares de pessoas, tendo a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarando tratar-se de uma situação de pandemia de alcance global.

error: Content is protected !!