Putin preside acto do Dia da Vitória em meio a crescente pandemia de Covid-19

Com o aumento das infecções por coronavírus, Putin adiou, no mês passado, o destaque das comemorações anuais do Dia da Vitória, um desfile maciço na Praça Vermelha que mostra o armamento militar mais sofisticado de Moscovo, para uma data não especificada.

Vestido com uma capa de chuva preta, um Putin de aparência sombria colocou um buquê de rosas vermelhas no memorial da guerra “Chama Eterna” do lado de fora dos muros do Kremlin, depois de uma breve chuva na capital russa.

“Certamente celebraremos esse aniversário de forma extensiva e solene, como sempre”, disse Putin, prometendo que a Rússia realizará o seu tradicional desfile militar da Praça Vermelha e procissões comemorativas numa data posterior.

Uma coluna de soldados desfilou a marchar depois que ele falava enquanto a banda militar tocava o hino nacional russo.

No céu, 75 aviões e helicópteros militares, incluindo caças furtivos Sukhoi Su-57, os aviões de guerra mais avançados da Rússia, sobrevoaram o centro de Moscovo, apesar de o céu estar nublado.

Um grupo de aviões de caça deixou um rasto no céu com as cores da bandeira nacional russa. Na ausência do habitual desfile em parada, a televisão estatal transmitiu uma repetição do desfile da Praça Vermelha do ano passado.

Putin nos anos anteriores se orgulhava de ver os tanques russos rondando a praça com líderes mundiais ao seu lado. Mas uma pesquisa recente deu a ele o menor índice de aprovação em mais de duas décadas, embora ainda seja alto, 59%, e a economia do país está a entrar numa desaceleração profunda.

Moscovo e outras regiões observaram bloqueios desde o final de Março para tentar conter a disseminação do novo coronavírus, que já infectou 198.676 russos até agora. O número de casos ultrapassou infecções francesas e alemãs nesta semana e se tornou o quinto mais alto do mundo.

Comemorações similares no Dia da Vitória foram realizadas noutras cidades russas, mas algumas tiveram que ser canceladas por causa de condições climáticas desfavoráveis. Fogos-de-artifício foram disparados por toda a Rússia, enquanto grande parte do país permanece confinado, disse o Ministério da Defesa.

Procissões públicas em comemoração aos participantes soviéticos na guerra, que normalmente são realizadas no dia 9 de Maio, ocorreram virtualmente, com pessoas a carregar fotos de membros da família e contando as suas histórias de guerra. As imagens também estavam a ser transmitidas na televisão estatal.

Na véspera do aniversário, Putin enviou cartas de felicitações a muitas ex-repúblicas soviéticas, bem como aos líderes da Grã-Bretanha, Estados Unidos e França, sugerindo a necessidade de reavivar a cooperação dos seus países durante a Segunda Guerra Mundial para resolver os problemas de hoje.

Putin acusou os detratores da Rússia de diminuir o esforço de guerra soviético e, na Sexta-feira, alertou os líderes pós-soviéticos contra o que ele disse serem tentativas de reescrever a história da Segunda Guerra Mundial.

leave a reply