As Gingas mesmo em confinamento “afinam motores” para o concerto “Reencontro”

Apesar do momento que o país e o mundo vivem devido à Covid-19, mesmo em confinamento, as integrantes do agrupamento Gingas do Maculusso, mantêm o rigor quanto à preparação do concerto “Reencontro”, cuja data dependerá das orientações das autoridades sanitárias

Já se passaram mais de 45 dias desde o anúncio do adiamento do espectáculo “Gingas, o Reencontro” devido à pandemia do coronavírus e diante da necessidade de isolamento social. Entretanto, mesmo sob o comando planetário de “fique em casa”, as cantoras e demais integrantes do grupo “As Gingas do Maculusso” mantêm a animação pelo tão esperado concerto.

Segundo a cantora Gersy Pegado, o tempo ao lado da família não reduz a importância dedicada ao concerto, já totalmente definido. Ela conta que, mesmo à distância, têm acontecido alguns ensaios, lembrando ainda: “Fizemos um ensaio ao vivo pelas redes sociais para os nossos fãs no dia 22 de Março, que ainda está disponível no Facebook do Kizua Gourgel. Convido a todos a reverem. Foi um grande momento e uma prova do grande espectáculo que está por vir em breve!”.

O adiamento não surpreendeu a cantora, que estava preparada e disposta a contribuir com o país fazendo a sua parte para conter a pandemia: “À época, já havia uma certa preocupação dos fãs em relação às questões de segurança com a saúde. Considero que o Governo tomou a medida mais acertada e a melhor para todos. Por isso, não houve sentimento de frustração, e sim de compromisso com a preservação da nossa saúde e de todos que já haviam comprado ingressos”.

Josina Stella, com a animação em alta mesmo sem uma data definida para o show, ressaltou que o concerto está muito bem planeado e completo nos detalhes: “Tudo foi feito com muito carinho e com certeza será o show que os fãs esperam encontrar, porque concebemos com base no que ouvimos deles. Será um lindo reencontro com os nossos fãs e, quem sabe, ganharemos novos admiradores.

A ginga Daniela Miranda (Paula) comemora que a Internet permite que estejam juntas, apesar de não presencialmente: “As novas tecnologias têm permitido estarmos juntas em tempo real e brindarmos à nossa união, além de ensaiar mais um pouco para acertar detalhes sobre o show”.

Os dias em casa de Celma Miguel têm servido à dedicação por mais tempo à família. “Mas, claro, aproveito para estar com os demais integrantes, mesmo à distância: “Temos nos falado, estamos unidas, embora por meio digital.

Sobre a indumentária que os fãs verão no show, a resposta vem de Patrícia Faria: “Historicamente, o que vestimos nos shows das Gingas do Maculusso é um ponto de grande relevância, e a professora Rosa Roque sempre fez a criação dos modelos. Dessa vez, entretanto, eu e a Gersy Pegado vamos cuidar dessa tarefa, com a autorização da professora, que nos deu liberdade para criar”.

Ingressos salvaguardados

Segundo Délcio Costa, o director executivo da produtora Banzelos Nation, “é aprazível perceber a compreensão dos fãs, principalmente aqueles que já haviam comprado ingressos e que depositaram total confiança no grupo”.

Ressaltou ainda a comunicação diária com os fãs e todos os interessados através das redes sociais, e a continuidade da venda de ingressos. “Assim que o Estado de Emergência se encerrar, iremos informar aos que já compraram sobre qual o procedimento a ser adoptados”. Aconselhou, entretanto, que os ingressos e comprovativos de compra devem ser bem guardados.

Coordenação

O coordenador geral e executivo do “Gingas, o Reencontro”, Figueira Ginga, também um dos integrantes do grupo, informou que o guião e o reportório já estavam definidos. “O show estava practicamente fechado e na sua fase final de preparação. Quanto ao reportório não alteramos o que já havíamos anunciado, ou seja, serão interpretados os sucessos constantes nos cinco discos do grupo”, revelou.

A importância da professora Rosa Roque no processo de criação do espectáculo foi lembrada por Chalana Dantas, que divide com Lito Graça a direccção musical do concerto: “Com a sua supervisão, desenhamos o melhor para esse show. Vamos fazer uma festa linda e arrisco dizer que estamos a preparar um dos shows que vão marcar a música angolana”.

O grupo

O grupo fundado em 1983, num dos programas infantis da Rádio Nacional de Angola, “As Gingas do Maculusso” têm uma trajectória de sucesso e um lugar de destaque na memória musical e afectiva dos angolanos.

Desde o anúncio do concerto “Gingas, o Reencontro”, pelas redes sociais as reacções fizeramse sentir pela surpresa do público, bem como a imensa vontade em matar saudades deste agrupamento que apesar dos imbróglios têmse conseguido manter sob orientação da professora Rosa Roque.

Marlene Lopes

error: Content is protected !!