Casos de Covid-19 multiplicam-se em África mas, Angola mantém 45

A pandemia do novo Coronavírus está a alastrar-se em África com maior rapidez, comparativamente ao primeiro mês em que foi detectada a doença no continente. Em menos de uma semana, os casos positivos aumentaram em quase 30%, um crescimento preocupante, defendendo a OMS que o “pico” da pandemia deverá ocorrer nesta região continental nas próximas semanas. Felizmente, em Angola, hoje não foram anunciados novos contágios, sendo conhecidos 45

Chegou hoje a Angola a primeira parcela de um abastecimento estimado em 380 toneladas  de equipamentos de biossegurança.

A importação completar-se-á em 5 vôos e, os restantes 4, deverão suceder ao longo dos próximos dias, declarou Franco Mufinda, Secretário de Estado para a Saúde Pública, na noite desta Segunda-feira.

Na usual conferência de imprensa, Mufinda comunicou que, ao longo das últimas 24 horas, as autoridades sanitárias não detectaram novos contágios por Covid-19 no país, continuado identificados 45 infectados, 30 pacientes activos, 13 altas médicas e dois falecimentos.

No continente africano, a disseminação da pandemia tem crescido exponencialmente nos últimos 6 dias, pois que, de Terça-feira, 5, para esta Segunda-feira, 11, passaram de 48.093 para 65.585 contágios, uma subida equivalente a 26,6%, em menos de uma semana.

De acordo a análises internacionais feitas, o rápido crescimento dos casos em África na última semana, poderá estar directamente ligado ao aliviar de algumas das medidas de prevenção e confinamento outrora em vigor em grande parte das nações africanas.

error: Content is protected !!