Editoral: O que mais se espera

São já catorze os cidadãos recuperados da Covid-19 em Angola, uma taxa de sucesso boa, se se pensar que estes foram “retirados” de um grupo de quarenta e cinco pessoas cujas análises tiveram resultado positivo.

Felizmente, tanto estes recuperados quanto os ourtos doentes não desenvolveram um quadro grave da doença. Houve dois, infelizmente, que pereceram, mas todos os outros, até onde se sabe, não precisam de cuidados intensivos.

O vírus está cá, já passou de “passageiros importadores” para ourtas pessoas. O bom é que se mantenha por aí, que não leve mais ninguém aos cuidados intensivos. O ideal seria que as próximas notícias narrassem apenas recuperações, é o que mais se espera.

error: Content is protected !!