Wuhan não teve infecção hospitalar nem morte nos 16 hospitais de campanha

Os 16 hospitais temporários que operaram em Wuhan não registaram nenhuma infecção hospitalar nem morte, disse uma autoridade de saúde chinesa, nesta Quinta- feira

Durante o lockdown na cidade chinesa mais atingida pela epidemia, 16 prédios públicos, como centros de exposições e ginásios, foram convertidos em hospitais temporários para tratar os pacientes com sintomas leves e isolar a fonte das infecções, com o objectivo de aliviar a pressão sobre o sistema de saúde.

Desde 5 de Fevereiro, quando o primeiro hospital do tipo, em Wuhan, começou a internar pacientes, até 10 de Março, quando todos os hospitais temporários fecharam, mais de 12 mil pacientes foram internados, disse Song Shuli, portavoz da Comissão Nacional de Saúde, numa conferência de imprensa, em Beijing.

Esses hospitais desempenharam um papel importante e indispensável na prevenção e controlo da doença, disse Song.

Mais de 8 mil profissionais médicos de todo o país trabalharam nesses hospitais, combatendo a epidemia junto com o pessoal médico local, de acordo com Song.

error: Content is protected !!