Caso Capita: FIFA agrava sanções ao Trofense

Após a decisão, em primeira instância, do órgão que rege o futebol mundial, que condenava o Clube Desportivo Trofense ao pagamento de duzentos milhões de Kwanzas ao 1º de Agosto, a título de compensação pela violação do contrato, o clube português recorreu da decisão.

Como resultado da reavaliação do processo, a FIFA agravou as sanções aplicáveis ao clube português por razões ditas no primeiro comunicado.

Segundo o site da turma militar, a equipa portuguesa deve fazer apresentação do comprovativo de pagamento do valor supracitado no prazo de 45 dias. A mesma fonte explica que ao atleta angolano impõe-se a restrição de realizar jogos oficiais até realizar o pagamento do montante em seis meses.

Por esta razão, o Trofense será proibido de inscrever novos jogadores nacionais e estrangeiros, segundo os regulamentos daquela associação.

Na eventualidade de não pagamento do montante devido, no final do período de seis meses de restrição de utilização do atleta Capita ou do impedimento de novas inscrições por parte do Trofense, durante três épocas completas e consecutivas dos períodos de inscrição, o presente caso será submetido, após pedido, ao Comité de Disciplina da FIFA para análise e decisão final.

error: Content is protected !!