Associados da APF do Zaire reclamam ausência do presidente

O dirigente desportivo, Paulo Kaká, revelou que a Associação Provincial de Futebol (APF ) do Zaire não realiza o Campeonato Provincial há mais de 10 anos e que o presidente da associação vive fora da província. O responsável da APF, José Paulo, disse que está em Luanda por motivo de saúde

O empresário Paulo Kaká, presidente da equipa de futebol com o seu nome, disse, ontem, a O PAÍS, que o presidente da Associação Provincial de Futebol do Zaire, José Paulo vive em Luanda, o que tem travado o desenvolvimento da modalidade na província.

Paulo Kaká mostrou-se triste pela situação, pois não entende como o mesmo presidente reúne com os membros de direcção para traçar políticas para tirar o futebol do ‘marasmo’ em que se encontra.

“Muitos aqui na província não o conhecem. Acredito que eles não sabem quantos clubes estão inscritos”, lamentou.

O mentor da equipa Paulo Kaká FC revelou que está no Zaire, concretamente no Soyo, há mais de uma década e nunca viu a APF realizar Campeonato Provincial, prova que apura o representante da província para a Segundona, Nacional da segunda divisão de acesso ao Girabola.

“Na verdade, temos campeonatos municipais que decorrem com alguma frequência em Mbanza Congo, Nzeto e no Soyo, este último município tem mais equipas comparado com os demais”, assegurou.

Questionado como foi possível o São Salvador representar a província na Segundona, o empresário disse que o São Salvador jogou no papel, porque não sei qual foi a equipa que defrontou no provincial.

“A direcção da equipa em questão mostrou vontade e interesse em disputar o provincial. Portanto, fez os seus corredores e conseguiu representar a província no Campeonato Nacional da segunda divisão, onde o clube do Zaire liderava a série A”, acrescentou.

Ainda assim, Paulo Kaká espera que o São Salvador seja a equipa escolhida pela Federação Angolana de Futebol (FAF) para ocupar a vaga do 1º de Maio de Benguela, despromovido de forma administrativa.

Caso se concretize esta pretensão, o dirigente desportivo acredita que será um bom teste para ver se o Zaire tem mesmo empresário, porque a equipa não é só de uma pessoa, mas de todos.

O dirigente desportivo, Paulo Kaká, explicou que desistiu de concorrer à presidência da Associação Provincial de Futebol (APF) do Zaire, porque algumas pessoas não querem ver o desporto-rei a desenvolver numa outra dinâmica.

Por este motivo, o nosso entrevistado assegurou que é muito jovem, pois procurar cuidar mais do seu clube que tem participado com frequência no campeonato municipal, onde gasta anualmente aproximadamente 7 milhões de Kwanzas.

“Estou em Luanda por motivo de saúde”

Reagindo às declarações de Paulo Kaká, o presidente da Associação Provincial de Futebol (APF) do Zaire, José Paulo, confirmou que está fora da província por motivo de saúde, “(…) tão logo esteja recuperado vou regressar à província”.

“Onde é que ele confirma que a associação não realiza campeonato provincial, há mais de uma década? Ele vive na cidade do Soyo e está desinformado”, esclareceu.

José Paulo, responsável pelo futebol naquela província, assegurou que vai concorrer para mais um mandato à presidência da associação.

error: Content is protected !!