Mais de 10 mil famílias vulneráveis apoiadas na Lunda-Sul

Dez mil e 900 famílias vulneráveis da província da Lunda Sul receberam ontem, Domingo, da Comissão Multissectorial de Resposta à Pandemia da Covid-19 bens alimentares, produtos de higiene e material de biossegurança, no âmbito das medidas de prevenção e contenção da propagação do coronavírus, segundo a Angop.

A doação enquadra-se no plano de contingência de apoio às famílias vulneráveis, com vista a evitar que esta franja circule pelas cidades em busca de alimentos, submetendo- se ao risco de infecção com a covid-19.

As referidas famílias são dos quatro municípios da província, nomeadamente Cacolo, Dala, Muconda e Saurimo.

De acordo com a coordenadora adjunta da comissão multissectorial de resposta à Covid-19, Maria Luísa Martins, prevê -se assistir mais de 15 mil famílias vulneráveis, enquanto vigorar o Estado de Emergência para evitar que se desloquem para as sedes municipais em busca de alimentos e outros meios.

Disse tratar-se de um processo contínuo, tendo apelado aos parceiros sociais, com realce para os empresários, no sentido continuarem a doar bens alimentares para que o apoio a esta franja seja regular neste período.

Apelou aos munícipes a cumprirem as medidas de prevenção, no âmbito do Estado de Emergência, como lavar as mãos com água e sabão frequentemente, evitar beijos, abraços e ficar em casa.

error: Content is protected !!