FIFA ordena Club Africain da Tunísia a pagar 140 mil dólares norte americanos ao atleta ganense

A Câmara de Resolução de Litígios da Federação Internacional de Futebol (FIFA) ordenou o Club Africain da Túnis da Tunísia a pagar 140 mil dólares norte- americanos ao seu antigo atacante ganense Derrick Sasraku.

Sasraku chegou ao Club Africain em Agosto de 2018, num contrato que devia terminar em 2021, mas o clube tunisino terminou prematuramente o acordo em Janeiro passado, depois de o jogador disputar 13 jogos e marcar dois golos.

O atacante recorreu à instância reitora do futebol internacional, acusando o Club Africain de ter posto termo ilegal e unilateralmente ao seu contrato.

O secretário-geral do Club Africain, Sami Mkadmi, anunciou que o presidente da agremiação, Abdessalem Younsi, pagou ao jogador ganense a soma de 10 mil dólares americanos com vista a encontrar “uma solução amigável”. Mas, as negociações para uma reconciliação não prosseguiram devido ao regresso do jogador ao Gana, em coincidência com o surto da pandemia do novo coronavírus (Covid- 19).

O Club Africain prometeu interpor recurso contra esta decisão junto do Tribunal Arbitral Desportivo (TAS), o que prolongará automaticamente o período imposto ao clube para pagar o seu antigo atacante.

leave a reply