Rússia inicia produção em massa de testes ultra-precisos para Covid-19

Serviço Federal de Vigilância na Área da Saúde da Rússia (Roszdravnadzor) aprovou um teste para coronavírus ultra-preciso, permitindo de imediato a sua produção em massa. O teste apresentou precisão de 96-100% em todas as fases.

Roszdravnadzor registou um teste ultra-preciso para detecção do novo coronavírus apresentado pela empresa TestGen, viabilizando sua produção em massa. O teste dá resultado em apenas duas horas.

“A capacidade de produção da empresa e a existência da certificação GOST ISO 13485 nos permitem produzir até 50 mil testes por dia numa fase inicial, e no futuro, até 2 milhões por mês”, afirmou à Sputnik Andrei Toropovsky, directorgeral da TestGen.

“A TestGen disponibilizará toda a assistência necessária e entregará sistemas de teste em qualquer região da Rússia. Para entrar no mercado externo, estamos a nos preparar para obter a marcação europeia CE para o sistema de testes”, acrescentou Toropovsky.

Os cientistas da TestGen lograram desenvolver o sistema de teste CoV-2-Test em apenas um mês, por encomenda da Genext Ltda.

O teste detecta a presença ou ausência do RNA do SARS-CoV-2 até mesmo nos estágios iniciais e com uma alta precisão de mais de 96%. O teste é baseado no método da transcrição reversa seguida de reacção em cadeia da polimerase (RT-PCR, na sigla em inglês), recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a forma mais precisa e confiável de diagnóstico de infecção viral.

O desenvolvimento do sistema de testes levou em conta, entre outras, as recomendações da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

O teste pode detectar a doença no período de incubação e nos estágios mais precoces, tendo passado com sucesso nos ensaios clínicos da Direção- Geral de Higiene e Epidemiologia da Agência Federal de Medicina e Biologia da Rússia (FGBUZ, na sigla em russo).

Os testes mostraram uma precisão de 96-100% durante a análise em todas as suas etapas, com uma concentração a partir de 500 cópias do vírus em um mililitro de biomaterial.

error: Content is protected !!