Heavy Rock Festival regressa em Julho de 2021

A edição deste ano do VOA -Heavy Rock Festival, prevista para 02 e 03 de Julho no Estádio Nacional, em Oeiras (Portugal), foi cancelada, anunciou a organização, marcando já datas para 2021

A organização do VOA – Heavy Rock Festival encontra-se em contacto com todas as entidades envolvidas na 11ª edição do festival, no Estádio Nacional, para o seu adiamento, a ter lugar em 01 de 02 de Julho de 2021, no mesmo local”, lê-se numa publicação partilhada na página oficial do festival na rede social Facebook.

O cartaz do VOA para este ano incluía, entre outros, Korn, Bring Me The Horizon, System of a Down. Os passes de dois dias e os bilhetes para 02 de Julho já estavam esgotados.

“Esperamos – tão breve quanto possível – comunicar-vos a notícia que todos desejamos: a manutenção integral do cartaz já anunciado”, refere a organização. A decisão da organização do VOA prende-se com “a aprovação da proposta de lei que estabelece medidas excepcionais e temporárias quanto aos espetáculos de natureza artística, no âmbito da pandemia da doença Covid-19”. “Nos termos da mesma impõe-se a proibição da realização de festivais e outros espectáculos de natureza análoga até 30 de Setembro de 2020”, lembra a organização do festival.

O parlamento aprovou na Quinta-feira, na generalidade, a proibição, até 30 de Setembro, da realização de “festivais e espetáculos de natureza análoga”.

A discussão do projeto de lei da autoria do Governo segue agora na especialidade, na comissão parlamentar de Cultura, onde é hoje votada, antes da votação final global em plenário, que deverá acontecer no final desta semana.

A proposta define que os “festivais e espectáculos de natureza análoga”, marcados até 30 de Setembro, só serão permitidos com lugares marcados e regras de distanciamento. No entanto, não define o que são “festivais e espectáculos de natureza análoga” e essa questão foi levantada na Quinta-feira por alguns deputados, puxando a Festa do Avante, agendada para o início de Setembro, para discussão.

O projecto de lei do Governo é aplicável ao reagendamento ou cancelamento de espectáculos não realizados entre os dias 28 de Fevereiro de 2020 e 30 de Setembro de 2020, e quem comprou bilhete para eventos dentro daquele período, só poderá pedir o reembolso a partir de 01 de Janeiro de 2022.

Até lá, estabelece a proposta de lei, pode pedir a troca do bilhete por um vale “de igual valor ao preço pago”, válido até 31 de Dezembro de 2021, e esse vale pode ser utilizado na “aquisição de bilhetes de ingresso para o mesmo espectáculo a realizar em nova data ou para outros eventos realizados pelo mesmo promotor”.

“Caso o vale não seja utilizado até ao dia 31 de Dezembro de 2021, o portador tem direito ao reembolso do valor do mesmo, a solicitar no prazo de 14 dias úteis”, lê-se no documento.

Embora o projeto lei não tenha sido ainda aprovado, já foram vários os festivais que decidiram cancelar as edições deste ano, entre os quais, o Rock in Rio Lisboa, o Festival de Músicas do Mundo, o Boom Festival, o Super Bock Super Rock, o Sudoeste e o Lisb-On

error: Content is protected !!