Índia envia mais tropas para território reivindicado pela China

Em 5 de Maio, mais de 250 soldados da Índia e China se envolveram num impasse na região do Vale Galwan, durante um patrulhamento na fronteira entre os dois gigantes asiáticos

Curfew in Lalchowk Srinagar Express Photo by Shuaib Masoodi 12-08-2019

Desde então, os dois lados começaram a enviar tropas adicionais de forma agressiva para reivindicar a área, que tem gerado atrito desde 1962. Citando diferentes fontes, o jornal Economic Times relatou que os soldados são enviados de outras regiões dos países.

O Exército de Libertação Popular da China afirmou ter estabelecido novamente com sucesso o status que na região, informou o jornal Global Times na Segunda-feira (18).

Tropas de protecção de fronteiras “aumentaram as medidas de controlo fronteiriço e tomaram as acções necessárias em resposta às construções ilegais de instalações de defesa da Índia, atravessando a fronteira em território chinês na região do Vale do Galwan”.

Contudo, a Índia considera ter autoridade sobre o território actualmente sob controlo chinês. Em Novembro de 2019, a Índia divulgou um mapa com os detalhes da fronteira com o país vizinho, retratando o território como sendo indiano.

Os últimos atritos ocorreram no fim de Abril, quando soldados indianos e chineses se envolveram num conflito durante o patrulhamento da fronteira. A situação gerou uma escalada, desde então, com choques físicos entre as tropas de ambos os países.

A actual disputa entre os dois países é a maior desde 2017. Os gigantes asiáticos compartilham uma fronteira de mais de 4 mil quilómetros, que continua a ser um ponto polémico nas relações diplomáticas dos dois países.

Reiterando que nenhum país poderia enfrentar o coronavírus sozinho, ela também disse: “Estou convencida de que superaremos a pandemia. Quanto mais trabalharmos juntos internacionalmente, mais rápido conseguiremos isso.”

error: Content is protected !!