Agentes culturais e turísticos reúnem contribuições visando aliviar medidas

Ouvidos Terça-feira, última, pela titular da Pasta da Cultura, Adjany Costa, num encontro de aproximadamente 2 horas, no auditório do Palmeiras Hotel, em Luanda, os agentes manifestaram as suas inquietações, face ao actual momento dominado pela pandemia de Covid-19, apresentaram contribuições e sugestões para a saída da crise

Ministra da Cultura, Turismo e Ambiente

Agentes culturais e operadores turísticos inscritos em diferentes associações da capital do país, sentaram-se, esta Terça-feira, à mesma mesa para uma auscultação em torno das medidas de alívio económico face à pandemia de Covid-19.

No encontro orientado pela ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa, constatou-se uma imensa preocupação dos agentes em relação aos seus rendimentos que a cada dia vão conhecendo uma queda abrupta.

Insatisfeitos, afirmaram que tal situação está a tomar dimensões alarmantes que a qualquer momento poderão contribuir para a falência ou o encerramento de algumas agências e associações de carácter cultural, e apelaram às instâncias competentes.

Os agentes lamentaram ainda o facto de muitos confrades, assim como colaboradores, estarem a passar por uma situação de penúria alimentar devido à falta de salários, motivada pela suspensão das actividades culturais em todo o país por conta da pandemia.

Os agentes e produtores apelaram ainda ao alívio dos impostos cobrados, uma vez que se encontram parados e impossibilitados de pagar salários dos funcionários.

Um dos intervenientes deste encontro foi o músico Big Nelo, da Karga Eventos. Preocupado com o actual quadro sombrio e as peripécias por que passam os seus colaboradores e não só, aconselhou as autoridades do país a olharem seriamente para a Cultura e não aligeirar a situação dos impostos de modo a potenciar as produtoras sérias.

Opinião semelhante foi do também músico Kizua Gourgel que, ao intervir na sessão, adiantou que caso os órgãos competentes não valorizarem e derem e importância à Cultura, incorrerão num erro gravíssimo, cujas consequências do hoje podem ser graves amanhã.

O músico referiu que as actuais medidas de alívio não são suficientes e defendeu, igualmente, que se fizesse uma revisão às taxas de impostos aduaneiros de modo a aligeirar os gastos dos agentes.

Alinhando no mesmo diapasão, o também músico, Kyaku Kyadaff sugeriu ao ministério da tutela a velar por políticas que salvaguardem a classe, assim como adoptar um Plano de Desenvolvimento Cultural Nacional, para promover hábitos e costumes do povo angolano, quer do ponto de vista sociológico quer linguístico.

Durante um encontro de auscultação e contribuições sobre as medidas de alívio económico face à Covid-19, a governante realçou que serão aplicadas no curto prazo medidas para minorar a situação actual, dependendo tudo da apresentação de uma proposta realística para mitigar os efeitos da pandemia.

Adjany Costa disse existir um grupo constituído por agentes culturais e turísticos que irão trabalhar com técnicos do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente e do Ministério da Economia e Planeamento.

A intenção é encontrar uma proposta realística para aliviar os prejuízos derivados da pandemia da Covid-19. As referidas propostas, acrescentou, serão submetidas para a sua avaliação e aprovação pelos diferentes órgãos do Estado.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!