Armstrong admite “comecei a dopar-me aos 21 anos”

Considerado um dos melhores ciclistas de sempre, Lance Armstrong viu-se envolvido num escândalo de doping.

Num documentário da ESPN que estreia a 24 de Maio, o antigo vencedor de sete Tours de França admite o uso de substância ilícitas no início da carreira. “Comecei a doparme aos 21 anos.

Já tínhamos tomado cortisona algumas vezes, mas o EPO acabou por ser uma coisa totalmente diferente. Os benefícios do rendimento foram tão altos que parecíamos foguetões. Toda a gente o fazia, mas não quero que isso sirva de desculpa”, começa por explicar.

Diagnosticado com um cancro testicular em 1996, do qual recuperou, o norte-americano assume que o doping poderá ter estado na origem do problema oncológico.

“Se esta doença é causa das substâncias dopantes? É uma hipótese, mas não posso assegurar com toda a certeza”, concluiu.

error: Content is protected !!