Base naval da China em África pronta para abrigar porta-aviões, revela revista

A enorme extensão da base naval chinesa no Djibouti concedeu a Pequim o seu primeiro porto militar ultramarino permanente capaz de abrigar porta-aviões, segundo uma revista.

De acordo com dados recentes apresentados pela revista The Times, a base naval chinesa no país africano está pronta para receber porta-aviões.

Pequim iniciou a construção da base em 2016, tratando-se actualmente de uma moderna fortaleza militar muito possivelmente impenetrável por conter várias camadas de defesa. Para segurança da instalação, há muros construídos de barreiras hesco, tipo moderno de gabião.

De acordo com a revista Forbes, a base também dispõe de veículos blindados da Marinha chinesa, incluindo veículos de combate de infantaria ZBD-09 armados com canhões automáticos, além de mísseis anti-tanque e armas de alto calibre.

error: Content is protected !!