Deputado defende maior apoio a doentes renais

O coordenador do Círculo Eleitoral da província do Huambo, Armando Capunda, defendeu, nesta Quinta- feira, na região, a definição de uma rubrica financeira que permita tal apoio. O parlamentar teceu estas considerações no final de uma visita de constatação ao Centro de Hemodiálise do Hospital Central do Huambo, que visou avaliar as condições de funcionamento da instituição, que assiste, actualmente, 107 doentes com problemas de insuficiência renal crónica e aguda.

Na ocasião, Armando Capunda disse que os deputados abordarão o assunto com o Ministério da Saúde, enquanto órgão de gestão do centro, para a inclusão, nas próximas programações orçamentais do departamento ministerial, de uma rubrica específica para suprir esta necessidade.

“Estamos preocupados com as dificuldades de deslocação que doentes renais enfrentam para chegar ao centro, para receberem assistência médica e medicamentosa necessária, através das sessões diárias de hemodiálise, por falta de transportes”, enfatizou.

O coordenador acrescentou ainda que, de acordo com a direcção do centro, a situação tem criado enormes dificuldades a muitos doentes para chegarem atempadamente ao centro para fazerem as sessões diárias de hemodiálise.

“Temos noção de que nem todos os doentes renais têm possibilidade de possuir um meio de transporte pessoal, daí os constrangimentos para a chegada pontual ao centro, principalmente aqueles que vivem nos municípios do interior e até mesmo em outras províncias”, salientou o parlamentar.

Deste modo, Armando Capunda considerou ser esta a principal dificuldade que constatada no quadro do funcionamento da instituição sanitária, sendo que as restantes decorrem da actual conjuntura económico-financeira que facilmente podem ser ultrapassadas.

Não obstante essa situação, o deputado informou que o centro funciona com normalidade, possuindo medicamentos e equipamentos necessários para garantir uma assistência médica e medicamentosa desejada aos doentes renais, além de ser visível a vontade e a capacidade técnica dos funcionários.

O centro, inaugurado em Março de 2013, conta com 20 máquinas, em três salas, sendo 15 na sala de doentes com patologias diversas, como malária, hipertensão arterial e diabetes, duas na sala de hepatite B, uma na sala de hepatite C e duas na sala de VIH/SIDA, e assiste actualmente 107 cidadãos que fazem sessões de hemodiálise.

O seu funcionamento é assegurado por 39 profissionais, dos quais cinco médicos (entre nefrologistas e clínicos gerais), 18 enfermeiros e os restantes representam a classe dos trabalhadores administrativos e de apoio hospitalar.

Constituem o Círculo Eleitoral da província do Huambo os deputados Armando Capunda (coordenador), João Baptista Kussumua, Bibiana Nandombua (MPLA), Liberty Chiyaka e Dumbo Delfino (UNITA).

error: Content is protected !!