Fazenda Tuadissangue prevê produzir mais de 200 toneladas de peixe

Localizada no município de Cangola, a cinco quilómetros do município sede da província do Uíge, a fazenda Tuadissanga prevê produzir um total de 200 toneladas de peixe tilápia (cacusso), por ano, com a construção de 10 novos tanques bem como diversos tipos de produtos agrícolas

A informação foi prestada a OPAÍS pela proprietária da fazenda, Paulina Hilário, que garantiu o alcance desta cifra com a criação de mais 10 tanques em breve.

“Temos várias intervenções, pois o espaço exige, porque são cerca de (100) hectares para a diversificação da produção agrícola e aquícola”, disse.

A responsável assegurou que o processo de reprodução/criação de peixes decorre desde 2017, e realiza- se em cinco tanques com 40 a 50 metros cúbicos.

Referiu que a pesca se realiza de três em três meses, o que dá a cira de 50 toneladas a cada três meses, perfazendo um total de 200 toneladas anuais.

“A pesca é realizada trimestralmente tendo em conta o crescimento dos alevinos, independentemente da ração por ser peixe doméstico”, explicou.

Neste momento, foram já reproduzidos mais de 5 mil peixes com peso comercial entre 350 e 500 gramas. O produto é distribuído em toda a província do Uíge e não só.

Apesar disso, lamenta a baixa procura por parte dos citadinos do Uíge, tendo garantido que a venda é feita por encomenda de algumas empresas locais.

Quanto à ração, esclareceu que compra o saco de 25 Kg a Kz 12 mil na fábrica Bom Jesus. Noutras lojas, entretanto, o saco custava de 14 a 16 mil Kwanzas, isto em Dezembro do ano passado.

Fazenda Tuadissangaue prevê colher diversos produtos agrícolas

Para além da produção aquícola, a Fazenda Tuadissangue dedica-se também ao cultivo de produtos agrícolas.

Na presente campanha tenciona colher duas toneladas de mandioca, igual quantidade de abacaxi, uma de banana, e uma tonelada de batata-doce.

Explicou que este ano foram preparados 10 hectares de terras aráveis entre os 100 que a fazenda possui, para o cultivo de diversos produtos como a mandioca, batata-doce e a banana.

Segundo a responsável, a terra por ser muito fértil, para além desta cifra, poderá no futuro breve cultivar também o feijão, mamão entre outros produtos agrícolas.

Entretanto, as dificuldades são imensas, desde a falta de sementes, fertilizantes, máquinas, bem como transportes para o escoamento dos produtos.

No que toca ao apoio que o Executivo está a dar aos empresários, agricultores e cooperativas, Paulina Hilário disse ser uma boa iniciativa nessa altura, e vai servir para o aumento da produção nacional e diminuir as importações de alimentos e concorrer para a auto-suficiência.

74 % da Tilápia do país é produzida no Uíge

A província do Uíge produziu 743 toneladas de peixe da espécie Tilápia (cacusso), das mil e três toneladas produzidas em todo o país, de Janeiro a Outubro de 2017. Dos 476 tanques existentes na província, 266 foram responsáveis pela produção de 743 toneladas de Tilápia no Uíge.

Em 2016, a província tinha 15 empresas que se dedicavam à actividade de aquicultura e uma produção de 286 toneladas, sendo que em 2017 o número de empresas aumentou para 26.

No plano mundial, a China, Índia, Vietname, Bangladesh e o Egipto (único país africano), são os maiores aquicultores.

Fundada em 2017, a Fazenda Tuadissangue está localizada no município de Cangola. A fazenda possui uma área de 110 hectares e conta com oito trabalhadores.

error: Content is protected !!