Mano eyio?

Cada qual como cada um, cada um como cada qual, o fone é que está na moda, só no telelé, conversa tem voz, no directo ou no watssap, papo não tem hora, Mano eyio?

Covid não é convite, sempre a subir, é só razia, parar não tem travão, todo mundo a lhe praguejar, jindaka já não é jindaka, ouvido de mercador, vamos fazer mais como, Mano eyio? É mesmo assim que estamos mbora aqui, saldo é capim, nada de poupar, tudo na boa, a ficar em família, as madames é só sorrir, todos acantonados, kamba que é kamba não bate a porta, nguami maka, não me traz azar, Mano eyio?

São saudades, aiuê, a recordação na distância, ndolo ku muxima, só as tecnologias a fazer ponte, nada como antes, kandando já é passado, linguado já não é beijo, garinar só na imaginação, Mano eyio?

O telefone tá bater, quase não tem silêncio, de luanda, de Malanje, no Uíge, em Cabinda, no Moxico, de Benguela, da Tuga, de Londres, da Holanda, enfim, um pouco por todo país e pelo mundo afora, a família liga que se farta, toda hora na linha, repity que repity, Mano Eyio?

É assim que tamos mbora aqui, a se adaptar à nova realidade, devagar, de kaxexe a se conformar, cada dia, um dia novo, o futuro a Deus pertence, Mano eyio?

Na unitel ou na movicel, é só se ouvir, na internet, é falar, ver e ouvir, para reunir, agora é videoconferência, para ver a chipala do outro, tecla só vídeo chamada, para fazer compras, acciona loja online, pagar impostos, levantar kumbu, abre só o net banking, tem dodói, faz teleconsulta, tá cuiar, tudo virtual, é autêntica revolução tecnológica, Mano eyio?

A tatita sumiu, não mais está a fazer rir, ainda pode ser, aqui ou acolá, uma ou outra vírgula invisível, até um dia, a vigilância está generalizada, o people não dorme, a pátria ordena, não implora nunca, Mano eyio?

O telefone está a ficar sem carga, pode desligar, na descontra, longe de ilusões, a gerir o dia-adia, nada de boateiros, abaixo os fofoqueiros, graxa fora, com altos e baixos, nosso nome é paciência, ficar em casa, a nossa divisa, a vida continua, Mano eyio?

É assim que estamos mbora aqui, hoje em dia, no ajuda a te ajudar, juntos vamos vencer o covid-19, quando, ainda ninguém sabe, não vai tardar muito, quem com o fogo brinca pode se queimar, nada de duvidar, porque a vitória é certa, Mano eyio? *Saudação, cumprimento.

João Rosa Santos

error: Content is protected !!