PGR confirma inquérito sobre fundos da pandemia no Sumbe

O sub-procurador provincial do Cuanza-Sul, Joaquim Macedo da Fonseca, revelou, ontem, Quinta-feira, no Sumbe, que decorrem processos de inquérito fruto de algumas denúncias sobre alegada má gestão de 75 milhões de Kwanzas cedidos pelo Governo central para o programa de prevenção da Covid-19 na região.

Em declarações à ANGOP, o magistrado do Ministério Público disse que, “efectivamente, estão a ocorrer alguns processos de inquérito como resultado de algumas denúncias que um grupo de cidadãos entendeu dirigir aos nossos serviços e que foram publicadas nas redes sociais”.

“Em função disto, no dia sete de Maio abrimos dois processos de inquérito na PGR junto do SIC, e têm a ver com a suposta má gestão de 75 milhões de Kwanzas que o Estado concedeu à província do Cuanza-Sul para a prevenção da Covid-19”, esclareceu.

Assegurou que “neste momento decorrem diligências para se apurar se têm ou não consistência as denúncias, razão pela qual o director do Gabinete Provincial da Saúde, Felizardo Manuel, foi prestar declarações ao SIC”.

Explicou que ao responsável não lhe foi imposta qualquer medida e nem sequer foi constituído arguido, pois se está ainda a apurar a veracidade dos factos.

Assegurou que as diligências da PGR serão céleres e não poderão levar mais de 45 dias.

error: Content is protected !!