Baptista Borges anuncia subestação da Quibala para Junho

A subestação eléctrica móvel, com uma capacidade 220/30 kV - 10 Mva, em construção no município da Quibala, província do Cuanza-Sul, entrará em funcionamento em Junho próximo e vai permitir dinamizar a actividade económica, sobretudo a agrícola na região

A construção da subestação teve início em Abril último e após a sua conclusão trará benefícios como conservação de alimentos, iluminação das residências e vilas, bem como o apoio à actividade empresarial neste município histórico, diz a Angop.

Segundo uma nota de imprensa divulgada neste Sábado, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, deslocouse esta Sexta-feira àquela província, numa jornada que contemplou também a província do Cuanza-Norte, com o propósito de constatar o nível de andamento das obras de electrificação da Quibala.

O documento refere que em simultâneo começa a primeira fase de construção das redes de distribuição em média e baixa tensão, incluindo as ligações domiciliares, que levará a energia de forma regular às casas dos habitantes do município sede a partir dos próximos meses de Julho e Agosto.

Fazendas com electricidade

Em relação à expansão da rede eléctrica às fazendas agrícolas, está em curso, em parceria com o Ministério da Agricultura e Pescas, o projecto de execução das linhas de média tensão, que terão uma extensão aproximada de 75 quilómetros que visa o desenvolvimento sustentável da agricultura, aproveitando a disponibilidade existente de energia de produção hídrica, proveniente da rede eléctrica nacional.

Obra tem prazo de execução de seis meses, devendo os trabalhos ficar concluídos antes do final do ano.

Com a chegada da energia eléctrica da rede pública a estas localidades, termina o sofrimento dos agentes económicos, principalmente no apoio à classe empresarial local, porque grande parte se dedica à actividade agropecuária, cujos rendimentos se perdem na compra de combustível e avultados custos na manutenção de geradores.

No local, João Baptista Borges orientou à ENDE a realizar trabalhos de implantação do ramal de média tensão em simultâneo com a construção das linhas de baixa tensão.

Depois da visita à Quibala, a comitiva seguiu ao município do Waku Kungo, outro município do Cuanza-Sul, onde aferiu o grau de execução da empreitada de electrificação do aldeamento Waku Kungo, grande pólo agro-pecuário e industrial em desenvolvimento.

Já no Cuanza-Norte, o titular do sector efectuou uma visita ao Aproveitamento Hidroeléctrico de Cambambe, para a constatação da conclusão dos trabalhos de revisão da quinta turbina que está pronta a ser interligada ao sistema.

Finalmente, a comitiva teve a oportunidade de visitar a Subestação de Cambutas, na circunscrição de Cambambe, sob a responsabilidade da RNT.

error: Content is protected !!