Famílias vulneráveis enaltecem projecto “Kwenda”

Famílias vulneráveis enaltecem projecto “Kwenda”

Famílias vulneráveis do município de Cambundi Catembo, seleccionadas para beneficiar do projecto “Kwenda”, elogiaram o surgimento do programa do Governo, tendo em conta que poderão melhorar a sua qualidade de vida, segundo noticia a Angop.

A propósito da sua implementação, diz a agência, alguns responsáveis das famílias foram unânimes em afirmar que, apesar de ser uma quantia irrisória, os oito mil e 500 kwanzas vão permitir essencialmente a compra de alimentos da cesta básica.

O soba Costa Mendonça realçou que o surgimento do projecto “Kwenda” vai minimizar sobremaneira alguns problemas sociais da população vulnerável seleccionada da comuna de Tala-Mungongo.

“Essa ajuda que vamos receber vai ser muito importante, uma vez que com o dinheiro que vamos receber vamos poder comprar sementes”, frisou.

Por sua vez, Conceição Alfredo, outra beneficiária do projecto “Kwenda”, também falando à Angop, lamentou a condição de vida de muitas famílias do município de Cambundi-Catembo, particularmente da comuna de Tala-Mungongo, que poderá ser melhorada com o dinheiro a ser disponibilizado pelo Governo.

Enquanto isso, uma moradora da aldeia do Calunga, Joana André, disse que tem 4 filhos que não consegue sustentar condignamente por falta de dinheiro, pelo que antevê mudanças na vida com a implementação do projecto em causa.

A mesma opinião foi partilhada por outros munícipes, que, entretanto, diz a agência, enalteceram os esforços do Executivo na implementação dessa e de outras iniciativas voltadas para a melhoria da vida dos cidadãos no país.

O projecto visa reforçar a assistência social e económica das famílias mais carenciadas, sendo que os primeiros beneficiários passarão a receber trimestralmente 25 mil e 500 kwanzas, na ordem de 8.500 kwanzas por mês.

No município de Cambundi Catembo vai beneficiar mil famílias das aldeias Tambo, Ngongo, Tala Mungongo, Cangue, Lulondo, Mueba Tutu, Hopa, Cubango e Calunga, Maiaca.