Editorial: O necessário jovem

Editorial: O necessário jovem

A JMPLA aproveitou muito bem o período de emergência em Angola e pôs-se no terreno a mobilizar jovens para darem sangue. A campanha, segundo os seus dados, correu muito bem, mais de sete mil embalagens.

Faltou apenas, para dar o exemplo, que se explicasse repetidamente que medidas de bio-segurança foram tomadas nas sessões e, já, agora, como se pagou ou obteve o material de bio-segurança. E também que a actividade não teve propósitos de propaganda política, mas apenas de ajudar a salvar vidas.

Crispiniano dos Santos, o líder da organização, teve agora o seu teste digno de um jovem político e a sua primeira acção digna de aplausos. Já agora, como juventude é irreverência e desafios constantes, que tal desafiar os kotas do partido para fazerem igual? como são quem governa, o povo passaria acreditar que são capazes de dar o sangue pelo país.