Jovem desaparece no mar após naufrágio de embarcação

Estênio Joanes da Cruz, de 23 anos, está desaparecido desde a manhã de Domingo, após a embarcação do tipo chata, de marca BEE FISH, com a matrícula LPC-0446-AG, de cor branca, em que seguia em companhia de quatro amigos ter virado na foz do Rio Cuanza, na comuna da Barra do Cuanza, em Luanda

O naufrágio da embarcação ocorreu por volta das 7h30 e os outros quatro ocupantes, com quem foi realizar uma actividade de pesca de recreio, conseguiram sair ilesos. A mesma sorte não teve o filho de José Joanes André, ex-governador provincial do Zaire, actualmente deputado à Assembleia Nacional, de acordo com informações a que OPAÍS teve acesso.

Diz-se ainda que, assim que chegaram à foz, ter-se-á registado a avaria do motor da chata, ficando à deriva e, posteriormente, a embarcação sofreu o embate de uma onda que provou o seu naufrágio.

O Ministério dos Transportes, através do seu Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa (GCII), confirma o seu desaparecimento e que a ocorrência se registou na jurisdição da barra do Cuanza da Capitania do Porto de Luanda e do Instituto Marítimo Portuário de Angola (IMPA).

“Decorrem no local e zonas circundantes, desde o momento do alerta, trabalhos de busca e salvamento da Capitania, Protecção Civil e Bombeiros, com o apoio da Polícia de Ordem Pública, visando a localizar o cidadão desaparecido no mar”, lê-se no documento assinado.

A directora do referido GCII, Josefa Lamberga Aragão, garante, no aludido documento, que a Capitania está também a trabalhar na apuração dos factos que levaram ao naufrágio da embarcação. “Informações preliminares indicam que os cidadãos em causa estariam a realizar pesca desportiva, violando, assim, os pressupostos do actual do estado de emergência”, frisou.

O Ministério dos Transportes aproveita o facto para alertar ao público em geral que cumpra as medidas em vigor, para evitar cenários que atentem contra a violação das normas marítimas do país e lesem a salvaguarda da vida no mar.

“Com um desfecho reservado, a Capitania promete trazer novos dados tão logo registe algum evento extraordinário nesta operação de busca e salvamento, em que a vida humana é um factor a defender”, diz.

error: Content is protected !!