Editorial: É sempre problema da Polícia

Editorial: É sempre problema da Polícia

Nos últimos dias, várias pessoas têm acusado a Polícia Nacional de executar cidadãos indefesos. Se há uma semana foi o jovem “benguelense”, morto à porta de casa e perante o irmão e a filha, agora é morto Lazarino dos Santos, líder sindical dos professores não universitários. Há duas semanas foram as mortes de jovens no Rocha Pinto, em Luanda, e em Benguela, por agentes em serviço.

No Caso de Lazarino dos Santos, a Polícia veio uma vez mais alegar que se tratou de homens vestidos de forma a confundir-se com polícias. Não interessa, o facto é que cidadãos são executados à porta de casa, é assunto de Polícia, que têm a obrigação de garantir a segurança do cidadão onde quer que esteja. Quem quer que seja o assassino, a questão é simples: onde está o Estado, a Polícia? Desculpar-se com bandidos significa que a Polícia se demitiu da sua função de garantir segurança aos cidadãos.