Governador de NY pede obras de infra-estrutura para impulsionar economia dos EUA

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, propôs, nesta Terça-feira (26), uma série de importantes projectos de infra-estrutura para reactivar a economia dos Estados Unidos, após a pandemia do novo coronavírus. Ele disse que vai discutir a questão numa reunião, na Quarta-feira, com o presidente Donald Trump.

“Vamos fazer algo criativo e rápido. Vamos colocar os americanos de volta ao trabalho”, disse Cuomo na sua entrevista colectiva diária na Bolsa de Valores de Nova Iorque, que voltou às actividades pela primeira vez desde 23 de Março.

“Você não precisa ser um especialista em governo ou um engenheiro para descobrir. É senso comum”, disse ele. “Existe uma infra-estrutura em ruínas, é preciso impulsionar a economia, criar empregos e deve ser feito agora”, argumentou.

“Se há um tempo para atender a essa necessidade de grandes obras de infra-estrutura, é agora”, disse o governador democrata.

Entre os seus exemplos, Cuomo citou projectos de construção considerados há vários anos, como extensões do metrô para melhorar o transporte público entre a cidade e os seus aeroportos, além do desenvolvimento de energias renováveis.

O coronavírus devastou o estado de Nova York – com cerca de um terço dos casos registados nos Estados Unidos – deixando uma perspectiva financeira sombria, com um défice orçamentário de 13 mil milhões.

Apesar dessa situação, Cuomo enfatizou que “dará o exemplo” ao acelerar o seu próprio programa de infra-estrutura, mas expressou o desejo de “uma associação” com o governo federal, comandado pelo magnata republicano Donald Trump.

A pandemia deixou quase 100 mil mortos nos Estados Unidos e afectou gravemente a economia. Cerca de 40 milhões de pessoas se inscreveram para o seguro-desemprego e a taxa de desemprego cresceu para quase 15%.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!