Bravos do Maquis prepara Estádio Mundunduleno para as Afrotaças

Bravos do Maquis prepara Estádio Mundunduleno para as Afrotaças

A direcção do Bravos do Maquis do Moxico vai reabilitar o Estádio Mundunduleno, tendo em vista a sua participação nas eliminatórias de acesso à fase de grupos da Taça da Confederação.

Depois da anulação do Girabola 2019/2020, devido à Covid-19, os maquisardes que ocupavam o terceiro lugar vão representar o país na competição supracitada.

Segundo fonte daquele clube, a direcção liderada por Manuel Docas está a criar as condições de modo que a equipa possa fazer uma excelente campanha.

Aliás, a mesma fonte avançou que a equipa da cidade da Paz está também a melhorar as condições em função das orientações dadas pela Federação Angolana de Futebol (FAF), no momento da vistoria para a temporada futebolística recém cancelada.

Deste modo, o clube está a procurar colmatar as falhas que tinham sido verificadas. A mesma direcção espera que no decorrer da época que se avizinha, ainda sem data, possam realizar as competições sem sobressaltos.

A fonte garantiu que as Afrotaças vão obrigar a equipa a realizar jogos em casa e, por isso, é que vão procurar dar uma melhor imagem ao recinto.

Quanto a reforços, a fonte foi cautelosa, mas deixou claro que o clube está no mercado à procura de jogadores que possam dar mais qualidade ao grupo.

O Sagrada Esperança da Lunda-Norte é a outra equipa que vai representar as cores nacionais na segunda maior prova organizada pela Confederação Africana de Futebol (CAF).

A mesma assegurou que em breve vão anunciar algumas entradas e saídas.

Ainda assim, a fonte lembrou que neste momento há jogadores com contrato, mas que para muitos o vínculo termina a 31 deste.

Por sua vez, o Petro de Luanda e o 1º de Agosto vão jogar as eliminatórias de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões.