OMS cria fundação para buscar novas fontes de financiamento

O director-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou, nesta Quarta-feira, a criação de uma fundação que permitirá ao organismo buscar novas fontes de financiamento, incluindo o público em geral. A Fundação OMS está a ser estabelecida como uma entidade de subvenção independente que apoiará os esforços da organização para tratar dos desafios globais de saúde mais prementes, obtendo novos fundos de “fontes não tradicionais”.

Os Estados Unidos suspenderam as suas doações à OMS, este ano, depois de o presidente Donald Trump se queixar da maneira como a organização está administrar a pandemia de coronavírus e a acusou de ser “chinocêntrica”.

Trump pediu, em carta a Tedros, que a OMS se comprometa a realizar reformas dentro de 30 dias.

Tedros, no entanto, disse que a criação da Fundação OMS não tem nada a ver com “questões de financiamento recentes”.

Ainda neste mês, ele disse que o orçamento anual de cerca de 2,3 biliões de dólares é “muito, muito pequeno” para uma agência global, sendo semelhante ao de um hospital de médio porte no mundo desenvolvido.

Ele ainda disse que as fontes de financiamento são incertas demais, já que dependem excessivamente de um “financiamento flexível” que pode oscilar.

error: Content is protected !!