Huawei quer continuar a investir no capital humano em Angola

Huawei quer continuar a investir no capital humano em Angola

A informação foi prestada a OPAÍS pelo gestor do programa Talentos da Huawei Angola, Luís dos Santos Gonçalves.

Segundo o responsável que falava na conferência de imprensa virtual sobre a apresentação do programa TIC Talentos da Huawei, para fazer parte do programa é necessário que às instituições de ensino interessadas entrem em contacto com a Huawei.

Referiu ainda que as instituições de ensino devem reunir igualmente requisitos de certificação da Huawei para se tornarem Academia de TIC, com o Programa de Educação reconhecido, bem como um espaço para a sala de aula/Laboratório da Academia de TIC.

A Huawei espera que nos próximos anos mais instituições consigam aderir ao projecto, para se alavancar as telecomunicações e tecnologias de informação no país.

“A Huawei está disposta a entrar em contacto com mais parceiros”, disse.

Academia de TIC da Huawei oferece aos estudantes das instituições de ensino treinamento prático nas mais recentes tecnologias de forma a diminuir a distância entre a teoria e a aplicação das TIC, bem como materiais de estudo muito abrangentes e dá acesso às mais recentes tecnologias da Huawei.

Por outro lado, esclareceu que neste momento, dada a pandemia de Covid-19 a Huawei iniciou o programa via online denominado Home Study (em português Estudo em Casa).

O programa é baseado em aulas virtuais ao vivo, onde participam mais de 100 estudantes. O programa Home Study é ministrado em quatro turmas e para ter acesso é necessário que cada Universidade parceira da Huawei atenda a um dos requisitos básicos, ou seja, ter pelo menos um instrutor autorizado.

Entre outras matérias os estudantes aprendem aulas ligadas ao sistema de computação e nuvem, redes de computadores, armazenamento e outros.

O gestor garantiu que a Huawei está a trabalhar para permitir que todos os parceiros lancem o programa online.

Ressaltou que o curso de treinamento da Huawei Home Study será abrangente também a outros jovens e não apenas aos estudantes das instituições parceiras da Huawei.

Por isso, para os estudantes que não possuem condições para aceder a ferramenta “aderir o programa”, a empresa Huawei criou um plano de apoio para ajudar os estudantes nessas condições, para o efeito, deverão ser submetidos a uma entrevista básica na Academia de TIC, e com base no resultado a Huawei cria um plano para ajudar os estudantes.

“O objetivo da Huawei é fornecer o melhor serviço e suporte para permitir que mais pessoas se beneficiem desse plano”, disse.

O gestor garantiu também que após a construção do centro de treinamento, a Huawei vai continuar a estabelecer relação de cooperação com as instituições de ensino.

“De acordo com o plano, forneceremos mais instalações e recursos de aprendizado no projecto do centro de treinamento para ajudar a melhorar os nossos parceiros”, sublinhou.

Referiu que, como líder mundial no fornecimento de equipamentos de TIC e terminal inteligente, a vantagem da Huawei está no campo técnico, daí o surgimento do programa de treinamento de talentos da Huawei.

Projecto TIC Talentos Huawei

O projecto TI Talentos Huawei implementado em Angola desde 2015, tem o propósito de desenvolver talentos ao nível nacional, através de uma estreita parceria com instituições de ensino.

Neste projecto que já é uma grande realidade noutros países, a Huawei Angola escolheu como seus parceiros, o ITEL, CINFOTEC, UCAN, IMETRO o ISCP, para implementação do projecto-piloto. Este programa de parceria permite também que anualmente estudantes angolanos participem da competição anual de TIC da Academia que acontece ao nível regional, com os finalistas a viajarem para a China para testar ou comparar os seus conhecimentos com o de outros estudantes de tecnologia de todo o mundo. O concurso global é uma competição de inovação onde participam os estudantes de instituições de ensino de renome.