Steve Kerr ataca Trump: “não devia ser permitido racistas serem presidentes”

O técnico dos Golden State Warriors e antigo jogador dos Chicago Bulls, Steve Kerr, voltou-se para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como reacção à morte de George Floyd nas mãos da polícia de Minneapolis.

“Em 2017, Trump apelidou de ‘filhos da p…’ os jogadores da NFL  que se ajoelharam para protestar, de forma pacífica, contra os abusos da Polícia. Agora, chamou os protestantes em Minneapolis de ‘bandidos’. É por isso que não devia ser permitido racistas serem presidentes”, escreveu, no Twitter.

error: Content is protected !!