Petro garante influentes para a próxima época

Com o objectivo de derrubar o jejum na conquista do título de mais de uma década, o Petro de Luanda procura garantir os principais activos para o Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão “época 2020/2021”, numa altura em que o médio Herenilson é a grande dúvida.  

O clube, liderado por Tomás Faria, garantiu nesta semana a manutenção do guarda-redes Elber e do defesa Wilson, segundo a página do facebook da colectividade 15 vezes campeã do Girabola 

Nove atletas renovaram por dois anos com os “tricolores”, quase todos muito utilizados na época de 2019/2020, entretanto anulada devido à Covid-19, quando lideravam a prova com 54 pontos contra 51 do 1º de Agosto e menos um jogo.  

Trata-se, também, dos defesas Tó Carneiro, Eddie Afonso e Musah (este último do Ghana), dos médios Além, Dany e Issac (também do Ghana) e do pontade-lança brasileiro Tony, melhor marcador do cancelado nacional com 15 golos.  

Entre as dispensas, após a saída de Dolly Menga ao longo da época finda, nada ainda “transpira”, mas o assunto do momento é a permanência ou não do experiente Herenilson do Carmo, de 23 anos de idade.  

Com contrato opcional até Novembro próximo, oficiosamente fala-se da sua mudança dos petrolíferos do Eixo Viário para os militares do Rio Seco.  

Contrariado desde o princípio do campeonato anterior, por conta de ter passado à condição de suplente (Além ficou o titular), o médio-defensivo é cogitado no “arqui-rival” 1º de Agosto, com 13 títulos do Girabola 

Yano, o segundo melhor marcador do plantel e do campeonato com 13 tentos (igual que Mabululu do 1º de Agosto), assinou em Julho de 2019 contrato de uma época.  

Estando já cumprido o acordo entre o jogador e o Petro, nada ainda se cogita sobre a renovação ou não do ex-Progresso do Sambizanga, tal como permanece o silêncio quanto à continuação de Job. 

 O capitão da equipa tem contrato até 2021, apesar de ter sido cogitado como sendo um dos dispensados do técnico Toni Cosano na edição transacta 

O veterano atacante é actualmente o único no plantel que ajudou a conquistar os dois últimos Campeonatos Nacionais, em 2008 e 2009, seguindo-se a esta travessia no deserto.  

Devido à pandemia que o mundo enfrenta, que motivou a anulação do Girabola2019/20, quando restavam cinco jornadas, o país vive um Estado de Calamidade Pública, que estabelece o regresso aos treinos e actividades desportivas oficiais dia 27 deste mês. 

error: Content is protected !!