Administrações municipais orientadas a apoiar ex-militares

Administrações municipais orientadas a apoiar ex-militares

Miguel Pereira, que fez tal apelo no termo de uma visita à municipalidade com o fito de constatar o grau de execução física das obras de impacto social em construção na circunscrição, disse que a intenção é atenuar as dificuldades dos ex-militares. 

Referiu que a par das verbas dos Programas de Investimentos Públicos (PIP), as administrações municipais contam ainda com um financiamento adicional de 25 milhões de Kwanzas por mês, cuja utilização deve assegurar o apoio a esta franja da sociedade. 

Explicou que o Executivo angolano pretende, até 2022, concluir o programa de apoio aos ex-militares, com a entrega de vários kits de trabalho para o fomento do auto-emprego. 

Defendeu a necessidade de maior celeridade na implementação deste desiderato para evitar que esses beneficiários continuem a passar por dificuldades. 

O responsável advertiu às administrações municipais para a observância rigorosa desse pressuposto, sob pena de verem os seus orçamentos reduzidos pelo Ministério das Finanças, por inobservância das cláusulas de alocação de verbas. 

Por seu turno, o administrador de Cambambe, Adão António Malungo, assegurou que 368 ex-militares, dos 680 desmobilizados, à luz dos diferentes protocolos de Paz, beneficiaram de diversos programas de assistência ao nível do município. 

Os ex-militares foram contemplados com kits de trabalho nas áreas da agricultura, farmácia, alfaiataria, carpintaria, serralharia, canalização e comércio, em coordenação com o Instituto de Reinserção dos Ex-Militares (IRSEM). 

Estes apoios, explicou, permitiram aos beneficiários desenvolverem actividades de forma individual e colectiva, facto que está a contribuir para a melhoria das condições de vida das famílias. 

Durante a sua estada no município de Cambambe, a comitiva do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU) visitou obras sociais dos sectores do desporto, educação, saúde e cooperativas agrícolas de viúvas de ex-combatentes, nas comunas do Zenza-do-Itombe, Massangano e na cidade do Dondo (sede da circunscrição).