Bornito de Sousa desmente envolvimento no 27 de Maio e responsabiliza acusadores

Serviços de Apoio ao vice-presidente da República garantiram, ontem, através de um comunicado, que vão responsabilizar as entidades que nos últimos tempos têm acusado Bornito de Sousa de um suposto envolvimento nos acontecimentos trágicos do 27 de Maio de 1977. 

De acordo com a nota, tendo em conta a gravidade das acusações, absolutamente falsas e infundadas, as acusações feitas se “revelam estranhos às regras da sã convivência, à boa-fé e ao espírito do processo em curso de união e de reconciliação, em memória das vítimas dos conflitos ocorridos em Angola”, promovido pelo Presidente da República. 

“Uma vez que estão perfeitamente identificadas as entidades que as emitem e as difundem, de forma reiterada, abusiva e irresponsável, sem o mínimo de respeito pelas instituições e as leis vigentes na República de Angola, os Órgãos de Apoio ao Vice-Presidente da República manifestam o seu mais vivo repúdio e indignação por essas acusações, gratuitas e sem fundamento, pelo que informam que foram accionados os mecanismos e as entidades competentes com vista a responsabilizar os seus autores”, lê-se no comunicado, apelando igualmente “ao sentido de responsabilidade e dever de cidadania, no exercício de liberdades e garantias fundamentais, individuais e colectivas, consagradas na Constituição da República, com vista ao contínuo fortalecimento da Democracia em Angola”. 

error: Content is protected !!