Editorial: Outra vez a FNLA

Jornal OPAÍS edição 1859 de 05/06/2020

Está para surgir o dia em que a FNLA seja motivo de boa notícia. Talvez não surja nunca.

Um partido histórico, feito de mulheres e homens adultos, com responsabilidades enormes, está a definhar apenas porque estas mulheres e homens adultos não atingem a maturidade suficiente para agir com a responsabilidade que a história do partido exige.

Agora, alguns dirigentes falam da organização de um congresso para Setembro, o presidente, cujo mandato está caducado e que viu o Tribunal Constitucional “chumbar-lhe” o seu último congresso, já veio dizer nada ter a ver com o assunto e a chamar os outros de aventureiros. Mas não diz o que fará com o seu mandato.

E a próxima vez que voltarmos a ouvir falar da FNLA, já se sabe, será sobre as desinteligências internas. Nisto, a FNLA é como um relógio suíço.

leave a reply