Estudantes de escolas sem condições de protecção da Covid-19 ficarão sem aulas

O governador provincial do Bié, Pereira Alfredo, anunciou ontem, que as escolas que não tiverem as condições criadas de bio-segurança para prevenção da Covid-19 serão aconselhadas a não abrir as portas na data prevista para o reinício do ano lectivo. 

São cerca de mil e 400 escolas, com mais de 600 mil alunos matriculados neste ano lectivo, As autoridades e os membros da sociedade civil biena deverão criar as condições de bio-segurança para prevenir eventuais casos de contaminação desta pandemia que já ceifou milhares de vidas pelo mundo. O governante recomendou aos gestores escolares a trabalharem, com maior rigor, na aquisição dos meios de biossegurança para a prevenção do novo Coronavírus nas instituições de ensino, dada a previsão do reinício das aulas em Julho deste ano, segundo a Angop. O governador provincial do Bié efectuou ontem uma visita de constatação das medidas de prevenção contra a pandemia a nível das escolas, igrejas e estabelecimentos hoteleiros e similares da cidade do Cuito. 

Em declarações à imprensa, Pereira Alfredo disse que considera ser importante, antes da reabertura do ano lectivo, que estejam asseguradas todas as condições de bio-segurança. 

Especificou que entre as medidas devem constar água corrente nas escolas, álcool em gel, distanciamento entre as carteiras e outras essenciais para o bem-estar dos alunos e professores. 

Por outro lado, recomendou igualmente às administrações municipais e comunais a apoiarem e responsabilizarem as instituições a cumprir a orientação. 

Pereira Alfredo afirma ainda ser importante que os gestores escolares, professores, pais e outros encarregados de educação apoiem o Governo na luta contra a pandemia, solicitando-os a adquirirem máscaras para os educandos, assim como a acreditarem no trabalho do Governo e parceiros sociais sobre as condições preventivas. 

actividade lectiva no país foi suspensa em finais de Março, devido à ameaça de proliferação do novo Coronavírus. 

Entretanto, o Executivo avança que o retorno faseado das aulas começa a 13 de Julho, com a reabertura das instituições do ensino secundário e superior. 

error: Content is protected !!