PR garante que novo centro de tratamento da Covid-19 vai garantir maior eficiência na assistência a pacientes

O novo centro de rastreio e tratamento da Covid-19, localizado no município de Viana, orçado acima dos 3 mil milhões de kwanzas, é uma extensão da Clínica Girasol, pertencente à empresa pública Sonangol, e vai assistir pacientes empregando a mais alta tecnologia

Foto: Carlos Moco

Luanda conta, desde ontem, com mais um centro de rastreio e tratamento da Covid-19, localizado no município de Viana.

A unidade, que é uma extensão da Clínica Girasol, pertencente à empresa pública Sonangol, foi inaugurada pelo Presidente da República, João Lourenço. Na ocasião, o Presidente disse que a unidade vai contribuir de forma significativa na acção do Executivo relativas às medidas de prevenção e combate à pandemia que em Angola já conta acima de 80 infectados.

Segundo João Lourenço, o centro vai servir os angolanos não só no tratamento da Covid- 19, mas noutras pandemias que vão acontecendo em determinadas épocas.

O centro abre as portas num curto espaço de tempo depois de ter sido inaugurado, na mesma semana, o hospital de campanha da Zona Económica Especial. Para João Lourenço, a unidade junta-se ao programa do Executivo nos esforços de combate à pandemia e apresenta- se preparada por dispor de meios técnicos e humanos que vão poder dar resposta à altura das necessidades.

“É mais uma unidade, no espaço de uma semana, depois de termos feito a entrega do hospital de campanha da Zona Econômica Especial. A apreciação que temos é que essa unidade está muito bem equipada em termos de recursos humanos e meios técnicos”, reconheceu o Presidente.

Mais de 3 mil milhões de kwanzas investidos

Já o presidente do Conselho de administração da Sonangol, Sebastião Pai Querido, disse que, em breve, far-se-á uma comunicação concreta do valor total gasto para a construção da referida unidade. Mas, para já, avançou, o valor da empreitada está acima dos 3 mil milhões de kwanzas.

O centro, segundo Pai Querido, assume-se como um instrumento usado pela empresa para contribuir nos esforços do Governo de prevenção e combate à doença.

Construída em tempo record

Por seu lado, o director clínico da unidade, Pedro Reais, fez saber que o centro de rastreio e tratamento da Covid-19 é uma extensão da Clínica Girassol, pertencente à empresa pública Sonangol.

Conforme explicou, a sua construção teve uma duração de 27 dias e enquadra-se no âmbito da responsabilidade social da empresa.

O também médico deu a conhecer que a unidade, construída em obediência aos mais altos padrões tecnológicos, dispõe de toda a estrutura para apoiar doentes com Covid-19 e outras patologias.

Segundo o responsável, a unidade tem 25 ventiladores e assume- se como uma unidade de referência no que ao rastreio e tratamento de pacientes com a Covid-19 e outras patologias diz respeito, dispondo de uma estrutura de gazes medicinais e de unidades de tratamento de águas residuais.

Pedro Reais fez saber ainda que os técnicos que vão prestar serviços na unidade são um total de 240 profissionais, entre médicos, enfermeiros, vigilantes, pessoal de apoio e outros profissionais.

Todos os técnicos, em conformidade com o responsável, tiveram formação em bio-segurança e dispõem de capacidades técnicas para atender e dar resposta a qualquer solicitação.

Dentre os serviços e equipamentos que o centro oferece, constam áreas de imagiologia, serviços de hemodiálise, laboratórios e outros.

O clínico fez saber ainda que em termos de actividade assistencial o centro está dividido em três alas e a acomodação do paciente dependerá do seu nível de gravidade ou sintoma.

“Portanto, numa primeira fase serão activadas 60 camas, das quais trinta para pacientes em cuidados diferenciados e as restantes para internamento de casos moderados”, concluiu.

error: Content is protected !!