Carta do leitor: A cerca sanitária de Luanda

Por: Osvaldo Tomé
Luanda

Caro director,

Será que o nosso país está mesmo em quarentena? Pelo que tenho visto noutros países, a quarentena é coisa para levar com seriedade e também o Estado faz mesmo testagem a toda a gente.

Em Angola, eu, pessoalmente, não conheço ninguém que tenha sido testado. Também não estou a ver o Estado com força suficiente para impor uma quarentena, ou confinamento de cada família.

Nisto do confinamento, o Estado perdeu a batalha, mas isso não significa que as pessoas não tenham medo, porque está quase todo o mundo a andar de máscara.

Estou preocupado com outra questão: a cerca sanitária de Luanda vai aguentar até quando? Acho que daqui a pouco o Estado poderá ser outra vez derrotado.

As pessoas precisam de se movimentar. Sugiro que o Estado encontre fórmulas criativas de controlar a situação, mas deixando as pessoas movimentar-se, há muitos negócios parados, há muita gente a perder dinheiro.

O confinamento não é férias, vai mesmo ter consequências, mas tem de se encontrar soluções, porque a economia não é só camionistas. Imaginemos que alguém tenha interrompido o processo de criação de uma empresa, como fica? Espero que o Governo pensem bem, e que os cidadãos ajudem também.

Se todos se portarem bem, mais rapidamente a pandemia passa.

leave a reply