Cerca de 40 jornalistas foram testados para a Covid-19

Os jornalistas destacados para a cobertura da pandemia da Covid-19 em Luanda, foram, ontem, testados no Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM).

O acto de recolha das amostras aconteceu no CIAM e foi acompanhado pela ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta, bem como pelos secretários de Estado da Saúde, Franco Mufinda e Leonardo Europeu, assim como pelo sub-comissário Waldemar José e alguns membros da Comissão Multissectorial.

Os jornalistas da linha da frente na cobertura da luta contra a Covid-19 têm estado muito expostos e os mesmos solicitaram à ministra da Saúde para que fossem testados.

Em função dos números de casos positivos que o país tem registado, nos últimos dias, o pedido foi aceite e realizou-se ontem a recolha de amostras. O Ministério da Saúde fez deslocar uma equipa de seis elementos para o CIAM, com o propósito de testar os jornalistas presentes naquela ocasião.

Agora, os profissionais da comunicação social aguardam ansiosos os resultados dos testes que serão conhecidos depois de 72 duas horas, segundo promessa da comissão.

Entretanto, a direcção de CIAM baixou uma ordem segundo a qual quem não fizer o teste veria a sua entrada nesse espaço impedida.

A maior parte dos jornalistas era de opinião favorável à realização dos testes, argumentando que seria bom saber a sua condição epidemiológica para garantir melhor segurança aos seus familiares e contactos próximos.

 O jornalista da TV Zimbo, Carlos Carvalho, aconselhou os colegas presentes na sala a fazerem o teste, porque até para tranquilidade dos familiares que também se mostram preocupados todos os dias em que se sai de casa.

Já o jornalista da Rádio Eclésia, Hélder Luandino, mostrou-se satisfeito após ter feito o teste. “Já fiz o teste e agora é só esperarmos pelos resultados. Para mim foi apenas uma questão de formalismo e de poder estar de bem com a minha consciência, uma vez que até agora 98% dos casos positivos são assintomáticos”, frisou.

O foto-jornalista Nambi Wanderley disse estar satisfeito e com o sentimento do dever cumprido, pois é de opinião que esse teste veio no melhor momento, uma vez que todos os dias sente que está a colocar a família em risco. “Espero pelo meu resultado e sei que vai ser negativo, porque todos os dias tento cumprir com as medidas de prevenção”, contou.

Por sua vez, a ministra da Saúde, Sílvia Lutukuta, disse que é importante uma população como os jornalistas testarem, uma vez que vêm de diferentes locais, convivem com muita gente e podem estar expostos.

“Nós estamos aqui todos os dias confinados, não no verdadeiro sentido da palavra, mas fica aqui um número importante de pessoas em ambiente fechado durante muito tempo. É importante que saibamos qual é a situação das pessoas que estão expostas como vocês, quando falamos em testagem em massa aqui começando pelos senhores jornalistas”, disse.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!