CFL retoma circulação suburbana

Os Caminhos-de-Ferro de Luanda (CFL) retomam a partir desta quarta-feira a circulação diária dos comboios suburbanos de passageiros, após cerca de 60 dias de paralisação, devido à pandemia da covid-19. 

A Angop soube ontem do director do gabinete de comunicação institucional e imprensa do CFL, Augusto Osório, que entrarão em circulação, numa primeira fase, as locomotivas de segunda classe Luanda/Viana, cujo bilhete custa 200 kwanzas. 

De acordo com o responsável, haverá quatro frequências por dia, sendo dois no período da manhã e igual número à tarde. 

Nesta fase, os comboios terão as paragens programadas nas estações da Textang, Musseques, Estalagem e Baía, com a partida prevista para as 6 horas e 30 minutos, contrariamente às 5h habitual, e com o término às 18 horas, em vez das 20. 

Augusto Osório informou que as carruagens levarão 50 porcento da sua capacidade de lotação. 

Nos comboios serão exigidas todas as normas de higienização das mãos, máscaras faciais, distanciamento entre as pessoas, quer na aquisição de bilhetes, ao embarcar e no interior das carruagens. 

Posteriormente, disse sem avançar data, circularão os comboios de primeira e terceira classes, cujos preços são 500 e 30 kwanzasrespectivamente. 

 Em situação normal, o CFL realiza, diariamente, 17 viagens de comboio suburbano de passageiros, transportando, pelo menos, seis mil pessoas. 

Já os comboios de longo curso, Luanda/Cuanza Norte/Malange, continuam suspensos, enquanto vigorar a cerca sanitária em Luanda. 

O CFL tem 424 quilómetros de linha férrea no troço Luanda/Malanje e 55 no troço Dondo-Zenza (Cuanza Norte), perfazendo um total de 479 quilómetros. 

Angola regista, até ao momento, 92 casos positivos da covid-19 (30 importados e 62 de transmissão local), dos quais quatro óbitos, 38 recuperados e 50 activos. 

error: Content is protected !!