Livro Branco da China Sobre Combate à COVID-19

Livro Branco da China Sobre Combate à COVID-19

Com o fim de abordar verdades, factos e iniciativas à comunidade internacional inclusive Angola, a China emitiu recentemente um livro branco, intitulado “Combate à Covid-19: China em Acção”, sobre a sua batalha contra a Covid-19. O governo chinês divulgou o livro branco para manter um registo dos esforços do país na sua própria luta contra o vírus, para compartilhar a sua experiência com o resto do mundo e para esclarecer as suas ideias sobre a batalha global.

A pandemia global da Covid-19 é a mais extensa a afligir a humanidade em um século. Enfrentando a “doença desconhecida, inesperada e devastadora”, a China lançou uma batalha resoluta para prevenir e controlar a sua propagação.

1. A taxa de recuperação atingiu mais de 94% na China Até ao final de Maio, um total acumulado de 83017 casos confirmados havia sido relatado no continente chinês, 78307 infectados haviam sido curados e liberados do hospital, e 4634 óbitos. Isso demonstra uma taxa de cura de 94,3%.

Na província de Hubei foram curados com sucesso mais de 3 mil pacientes de Covid-19 com mais de 80 anos e 7 com mais de 100 anos. A China estabeleceu um sistema rigoroso, profissional e eficiente da divulgação de informações da Covid-19 em meio aos seus esforços para conter a pandemia. A China publicou regularmente informações autorizadas e detalhadas o mais rápido possível, respondendo, efectivamente, às preocupações do público e construindo o consenso público.

2. Prevenção, Controlo e Tratamento Bem Coordenados “As pessoas estão acima de tudo, a vida está acima de tudo, as vidas e a saúde das pessoas têm de ser asseguradas a todo o custo”.

Este foi o bordão da China na luta contra a epidemia e o factor preponderante para conseguir controlar a epidemia num curto espaço de tempo. Regulamentos rigorosos são aplicados para garantir que não haja retenção de informações, ocultações ou atrasos na divulgacão de casos de infecção.

A China forneceu tratamento médico gratuito a pacientes da Covid- 19. Todos os pacientes da Covid- 19, confirmados ou suspeitos, receberam subsídios das finanças do Estado para quaisquer contas médicas não cobertas por seguro médico básico, seguro de doenças graves ou o fundo de assistência médica.

Até 31 de Maio, as contas médicas de 58000 pacientes internados com infecções confirmadas haviam sido liquidadas por seguro médico básico, com uma despesa total de 1,35 bilião de yuans (cerca de USD 190 milhões), ou 23 mil yuans por pessoa. O custo médio para o tratamento de pacientes da Covid-19 em estado grave ultrapassou 150 mil yuans, e nalguns casos críticos o custo individual passou do 1 milhão de yuans, todos cobertos pelo Estado.

A coordenação estreita entre a pesquisa científica, a aplicação clínica, e o controlo do vírus na linha da frente, e entre as empresas, universidades e institutos de pesquisa deu forte apoio à batalha contra o vírus. A medicina tradicional chinesa foi usada no tratamento de 92% dos casos. A cidade de Wuhan transformou estádios e centros de exposições em 16 centros de tratamento temporários, fornecendo cerca de 14 mil camas. Cinco vacinas foram aprovadas para ensaios clínicos na China. O progresso geral de P&D é igual ao de países estrangeiros ou até na liderança internacional.

3. Coesão de Forças Poderosas na Luta Contra a Epidemia Face à pandemia, a liderança forte do Comité Central do Partido, com o camarada Xi Jinping como núcleo, o povo chinês uniu esforços para colocar em prática as medidas mais rigorosas e abrangentes, incorrendo em grandes sacrifícios. A batalha deu frutos, sendo que a China conseguiu vários êxitos estratégicos no processo da prevenção epidemiológica. O sucesso alcançado é uma prova que a liderança do Partido Comunista da China, o sistema socialista chinês e o seu sistema de governação nacional têm uma sólida vitalidade, conferindo a capacidade de superar dificuldades e obstáculos e, simultaneamente, oferecer um contributo para o progresso da civilização humana.

Milhões de profissionais de saúde da China lutaram contra a epidemia da Covid-19 na linha de frente em todo o país. Mostrando devoção profissional e respeito profundo à vida, os trabalhadores médicos colocaram em risco as próprias vidas, correndo contra o tempo e trabalhando dia e noite para tentar salvar todos os pacientes. Mais de 2 mil médicos foram contagiados e dezenas sacrificados. 8.81 milhões de voluntários participaram na luta.

4.Construção de uma Comunidade de Saúde para a Humanidade No momento difícil, mais de 170 líderes nacionais, 50 chefes de organizações internacionais e regionais, e mais de 300 partidos, e organizações políticas estrangeiras enviaram cartas e emitiram declarações aos líderes chineses para expressar solidariedade e apoio.

A China sempre realizou intercâmbios e cooperação com a comunidade internacional, compartilhou informações sobre epidemias, conduziu cooperação em pesquisa científica, prestou assistência a organizações internacionais. O Presidente Xi Jinping proferiu um discurso na cerimónia de abertura da vídeo-conferência da 73ªAssembleia Mundial da Saúde.

Em 31 de Maio, a China havia enviado 29 grupos de especialistas médicos para 27 países, fornecido assistência anti-epidémica a 150 países e 4 organizações internacionais; enviado equipas médicas estrangeiras estacionadas em 56 países. De 1 de Março a 31 de Maio, a China exportou materiais anti-epidémicos para 200 países e regiões, incluindo 70,6 biliões de máscaras, 340 milhões de roupas de protecção, 115 milhões de óculos de protecção, 96.7 mil ventiladores e kits de teste para 225 milhões de pessoas, 40.29 milhões de termómetros infra-vermelhos.

O sol espreita sempre por trás da tempestade. Contanto que o mundo defenda o conceito de comunidade de destino comum para a humanidade e avance em unidade, quaisquer desafios e dificuldades serão superados em prol de um mundo melhor. A China acredita firmemente que desde que todos os países, como o nosso amigo Angola, se unam e cooperem para obter uma resposta colectiva, a comunidade internacional terá sucesso na luta contra a pandemia da Covid-19. Solidariedade significa força.

O mundo vencerá esta batalha.

Gong Tao

Embaixador Chinês