Bolton, ex-assessor da Casa Branca, tem livro que “Donald Trump não quer que você leia”

Bolton, ex-assessor da Casa Branca, tem livro que “Donald Trump não quer que você leia”

O ex-assessor de segurança nacional da Casa Branca, John Bolton, escreveu um livro que dá uma descrição privilegiada do “processo inconsistente e decisivo de tomada de decisão do presidente Donald Trump”, afirmou sua editora nesta Sexta-feira.

“The Room Where It Happened: A White House Memoir”, ainda sem tradução para o Brasil, será publicado em 23 de Junho em meio a acusações da Casa Branca, que discute com representantes de Bolton sobre se alguns trechos dos seus relatos revelam informações confidenciais.

Bolton foi demitido por Trump em Setembro passado, em meio a diferenças latentes em torno de uma ampla gama de desafios da política externa.

A editora, Simon e Schuster, afirmou num comunicado que o livro de Bolton detalha as negociações de Trump com a China, Rússia, Ucrânia, Coreia do Norte, Irão, Reino Unido, França e Alemanha.

“Este é o livro que Donald Trump não quer que você leia”, afirmou a editora.

“O que Bolton viu o surpreendeu: um presidente a quem a reeleição era a única coisa que importava, mesmo que isso significasse colocar em perigo ou enfraquecer a nação”, acrescentou.

“Sou pressionado a identificar qualquer decisão significativa de Trump durante o meu mandato que não tenha sido conduzida por cálculos de reeleição”, escreve Bolton no livro, segundo a editora.

Bolton actuou como conselheiro de Segurança Nacional de Trump por 519 dias. Um anotador meticuloso, Bolton esteve presente em várias reuniões importantes da política externa.