Então é possível!

Há muito tempo que se esperava por uma notícia como a que surgiu ontem, relacionada com a área das águas. Ou seja, o Governo angolano ganhou em tribunal uma causa em que reclamava de um trabalho pago e mal executado por uma empresa espanhola. Já era hora de os angolanos saberem que nem todos os trabalhos mal executados ficam assim mesmo, por falta de moral dos envolvidos em nome do Estado para reclamar, por terem recebido luvas.

Na verdade, há pelo menos uma década que se ouve alguns governantes a fingir que são duros ao prometer levar a tribunal este ou aquele empresário que recebeu dinheiro público e não executou a obra. Quantas vezes afinal, no fim das contas, o dito empresário não é mesmo o dito governante também?

A imoralidade tem levado o Estado a perder demasiado dinheiro. É por isso que a notícia sobre o sistema de abastecimento de água aos populares de Ndalatando é muito positiva. Começa a cair por terra a ideia, impregnada no povo, de “é só olhar”. Ou seja, a sociedade já nem fé deposita quando algum novo projecto é apresentado. As apostas vão sobre se a obra vai mesmo arrancar, se em que percentagem da sua execução irão parar, ou, se concluídas, por quanto tempo terá serventia.

Agora, se este episódio significar que o Estado passa a ser exigente, então, talvez se comece a reconquistar as pessoas. É que com bons exemplos mais facilmente a sociedade adopta nova postura e tudo se tornará mais fácil.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!